Cafeína em águas de abastecimento público no Brasil

Autor(es): Maria Cristina Canela, Wilson F. Jardim, Fernando Fabriz Sodré, Marco Tadeu Grassi


Resumo: Este livro apresenta um panorama da presença de cafeína na água de abastecimento público na maioria das capitais brasileiras. O uso da cafeína como indicador da qualidade da água destinada ao consumo humano é respaldado por trabalhos anteriores realizados por vários grupos de pesquisa tanto no Brasil como no exterior. Os dados aqui mostrados são fruto de um trabalho em rede envolvendo várias instituições de ensino e pesquisa do país que participam do Instituto Nacional de Ciências e Tecnologias Analíticas Avançadas (INCTAA). A coleta de amostras nas diferentes capitais do Brasil permitiu uma avaliação nacional da qualidade da água que é distribuída nas redes públicas de abastecimento, e que reflete tanto o grau de contaminação dos mananciais por esgoto sanitário bem como a eficiência das estações de tratamento de água na remoção de uma série de contaminantes emergentes. O estudo abrange aspectos ainda pouco explorados no campo da saúde pública e da exposição ambiental.


Palavras-Chave: Cafeína; Águas; Contaminantes emergentes; Indicador


Informação:

E-book produzido por uma rede de pesquisadores em Compostos Emergentes do INCTAA (Instituto Nacional de Ciências e Tecnologias Analíticas Avançadas)