Consultar: Faculdade de Educação - FE

Título [PT]: Literatura fantastica e afetividade : (re) significando a pratica de leitura em sala de aula
Autor(es): Iramaia Cuani
Palavras-chave [PT]:

Emoções , Imaginação , Literatura
Área de concentração: Coordenação de Pedagogia
Titulação: Licenciado em Pedagogia
Banca:
Profa Dra. Ana Luiza Bustamante Smolka
Profa Lavínia Lopes Salomão Magiolino
Profo Dr. Guilherme do Val Toledo Prado
Resumo:
Resumo: Questões como emoção e imaginação ainda não são suficientemente discutidas dentro do contexto acadêmico, havendo uma certa prioridade das discussões referentes aos aspectos cognitivos no que diz respeito aos processos de desenvolvimento humano, o que nos leva a uma valorização da razão em detrimento de um processo de desenvolvimento global que considere e valorize o Homem como um todo, ou seja, a partir das relações existentes entre os aspectos afetivo, motor, social e cognitivo dos sujeitos. Assim, o presente trabalho traz uma discussão referente à literatura fantástica e ao imaginário como fatores carregados de significados, permeados por sentimentos, afetos e emoção, construídos socialmente e que contribuiriam para um desenvolvimento integral da criança quando se assume uma visão social do processo de (re)criação humana. Nesse sentido, fez-se objetivo deste trabalho investigar e analisar situações cotidianas de uma sala de aula da rede pública de uma cidade do interior de São Paulo, composta por 18 crianças de 4 anos, tematizando as relações entre desenvolvimento humano, literatura fantástica, imaginário, relações afetivas e emoção, buscando contribuir para as discussões referentes aos processos de ensino/aprendizagem relacionados ao contexto escolar de educação infantil. O estudo é embasado teoricamente na perspectiva Histórico Cultural, de Vigotski e Wallon, além de trazer algumas discussões feitas por Jacqueline Held (1980) em seu livro O imaginário no poder – as crianças e a literatura fantástica. As análises do material empírico recortado apontam para a que se afirme que o trabalho com a literatura fantástica, além de envolver questões referentes à esfera da motivação, a qual inclui necessidades, interesses, impulsos, afeto e emoção, proporciona à criança inúmeras possibilidades de (re)significar suas emoções e conhecimentos acerca de si e do mundo que a rodeia, interferindo e até mesmo constituindo sua atividade reflexiva. Atividade esta que se desenvolve não só por meio de aspectos cognitivos, mas afetivos, os quais redimensionam tal atividade. Proporcionar à criança o contato com a literatura fantástica vai além de simples decodificação da linguagem escrita, envolvendo aspectos de criação por parte da criança, que vai estabelecendo inúmeras relações, (re)significando, (re)reconstruindo, e (re)criando a si e o mundo que a cerca.
Data de Defesa: 2007
Descrição:
Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como exigência parcial para o curso de Pedagogia da Faculdade de Educação – UNICAMP, sob orientação da Profª Dra. Ana Luiza Bustamante Smolka e Profª Lavínia Lopes Salomão Magiolino (co-orientadora).
Código: vtls000426431
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data the Publicação: 2007
Local de Publicação: Campinas, SP
Co-Autor:
Orientador: Ana Luiza Bustamante Smolka
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Educação
Nível: TCC

Dono: fe_nb
Criado: 14-08-2009 11:03
Visitas: 1976
Downloads: 2497

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Cuani_Iramaia_TCC.pdfDocumento PDF324 Kb(331390 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download