Consultar: Faculdade de Ciências Médicas - FCM

Título [Principal]: Avaliação do estresse oxidativo e dos marcadores inflamatorios em pacientes hiperlipidemicos
Título [Outro Idioma]: Evaluation of the oxidative stress and inflammatory markers in hyperlipidemic patients
Autor(es): Edilma Maria de Albuquerque Vasconcelos
Palavras-chave [PT]:

Aterosclerose , Estresse oxidativo , Hiperlipidemia , Citocinas
Palavras-chave [EN]:
Atherosclerosis , Oxidative stress , Hyperlipidemia , Cytokines ,
Área de concentração: Ciencias Biomedicas
Titulação: Doutor em Ciências Médicas
Banca:
Lucia Nassi Castilho [Orientador]
Patricia Miralda Cazita
Rosario Dominguez Crespo Hirata
Marta Helena Krieger
Eros Antonio de Almeida
Resumo:
Resumo: Atualmente, a aterosclerose é definida como uma doença crônica inflamatória caracterizada por elevado estresse oxidativo gerado por células da parede vascular. Neste estudo foi avaliada, em monócitos humanos, a contribuição de espécies reativas de oxigênio (EROs) mitocondrial nos processos do estresse oxidativo e inflamatório de pacientes dislipidêmicos. Vinte e nove indivíduos hiperlipidêmicos primários, sendo catorze portadores de hipercolesterolemia e quinze com hiperlipidemia mista (ambos sem uso de fármacos) e dezoito indivíduos normocolesterolêmicos, não tabagistas foram selecionados para este estudo. A geração de EROs e o potencial de membrana mitocondrial foram determinados em células mononucleares intactas, por meio de citometria de fluxo e a concentração plasmática de LDL oxidada (LDL-ox) por meio de ELISA. Apenas os monócitos isolados de indivíduos hipercolesterolêmicos apresentaram maior geração de EROs, porém ambos os grupos apresentaram concentração sérica de colesterol da LDL, LDL-ox e apolipoproteína B maiores do que o grupo-controle. Presença de LDL pequenas e densas também foi encontrada nos hiperlipidêmicos. Nos pacientes com hiperlipidemia mista igualmente foram detectadas, adicionalmente, concentrações significativamente maiores de insulina, triglicérides, colesterol de VLDL e ácidos graxos livres. Correlações positivas e significativas entre a geração de EROs mitocondrial com as concentrações séricas de LDL-oxidada e da proteína quimiotática para monócito-1 (MCP-1), foram encontradas. Esses resultados sugerem que a geração de EROs mitocondrial por monócitos circulantes em pacientes hiperlipidêmicos primários contribui para o estresse oxidativo e, portanto, para o desenvolvimento da aterosclerose, patologia comum nestes indivíduos. A hiperlipidemia está também acompanhada da elevação de marcadores inflamatórios séricos (ácido úrico e contagem global dos leucócitos). A correlação negativa encontrada entre a concentração sérica da interleucina 6 (IL-6) e da proteína induzida pelo IFN-? 10 (IP-10), nos pacientes hiperlipidêmicos, sugere que a IL-6 possa estar agindo como uma citocina antiinflamatória

Abstract: Actually, atherosclerosis is characterized like an inflammatory chronic disease due to a high oxidative stress state generated by vascular wall cells. In present study, we investigated the contribution of reactive oxygen species (ROS) generation by circulating monocyte mitochondria to the oxidative stress frequently observed in high risk hyperlipidemic subjects. Twenty-nine primary hyperlipidemic subjects (14 hypercholesterolemic and 15 combined hyperlipidemic) and 18 normolipidemic individuals, without any drug treatment and non-smokers, were enrolled in this study. The mitochondrial monocyte ROS generation and the mitochondrial electrical transmembrane potential in intact polymorphonuclear cells were estimated by flow cytometry and plasma oxidized LDL (ox-LDL) was measured by ELISA. The hypercholesterolemic, but not the combined hypelipidemic subjects presented higher levels of monocyte ROS generation when compared to control group. Both hyperlipidemic subjects presented elevated plasma levels of total LDL, oxidized LDL and apolipoprotein B. Combined hyperlipidemic individuals presented additionally increased levels of small dense LDL particles, insulin, triglycerides, VLDL-cholesterol and free fatty acids. Furthermore, highly significants positives correlations between monocyte ROS generation with oxidized LDL and monocyte chemotactic protein 1 (MCP-1) levels, were found. These data suggest that mitochondrial ROS production by circulating monocytes from primary hyperlipidemic subjects can contribute to the oxidative stress and hence to atherosclerosis, disease frequently found in this group. The hyperlipidemia is also associated with high levels of inflammatory markers (uric acid and leukocyte global count). A significant negative correlation between interleukin-6 (IL-6) and interferon-inducible protein 10 (IP-10) levels found in hyperlipidemic individuals may suggest an antinflamatory propertie of citokine IL-6
Data de Defesa: 08-02-2007
Código: vtls000413899
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2007
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Lucia Nassi Castilho
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Ciências Médicas
Nível: Tese (doutorado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas

Dono: admin
Criado: 20-07-2007 16:25
Visitas: 2843
Downloads: 129

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Vasconcelos, Edilma Maria de Albuquerque.pdfDocumento PDF967 Kb(990594 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download