Consultar: Instituto de Geociências - IG

Título [Principal]: Terra, agua e ar nas viagens cientificas portuguesas (1755-1808)
Título [Outro Idioma]: Earth, water and air in the Portuguese scientific journeys (1755-1808)
Autor(es): Ermelinda Moutinho Pataca
Palavras-chave [PT]:

Portugal - Expedições exploradoras , Geociencias - Historia , Historia natural - Portugal
Palavras-chave [EN]:
History of earth sciences , History of Brazil , History of Portugal, eighteenth century ,
Área de concentração: Educação Aplicada as Geociencias
Titulação: Doutor em Ciencias
Banca:
Silvia Fernanda de Mendonça Figueiroa [Orientador]
Maria Amelia Mascarenhas Dantes
Maria Margaret Lopes
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Robert Wayne Andrew Slenes
Resumo:
Resumo: O presente trabalho refere-se ao mapeamento e à análise das expedições científicas portuguesas despachadas para as diversas colônias do Império lusitano entre 1755 e 1808. Analisamos as expedições científicas em três momentos determinantes na dinâmica das viagens: a elaboração e preparação dos viajantes; a execução das expedições nas colônias; e o retorno à metrópole. A preparação das viagens compreendeu algumas atividades, como a elaboração de instruções e a execução de viagens preparatórias no Reino, essenciais para o direcionamento dos viajantes nas colônias. Esta fase ocorreu em instituições portuguesas, como o Jardim Botânico da Ajuda, a Universidade de Coimbra e a Academia de Ciências de Lisboa. Outras foram completamente planejadas na colônia, como é o caso da Expedição Botânica comandada por Fr. José Mariano da Conceição Veloso no Rio de Janeiro. Nas pesquisas, constatamos uma diferenciação entre as viagens científicas concebidas e executadas durante as administrações dos Ministros da Marinha e Negócios Ultramarinos, Martinho de Melo e Castro (1777-1795) e D. Rodrigo de Sousa Coutinho (1796-1802). Elaboramos um quadro geral das viagens divididas pelas administrações indicadas, ressaltando as áreas geográficas exploradas, os produtos naturais pesquisados, a composição técnico-científica, a correspondência durante as viagens, o comando científico realizado por naturalistas como Júlio Mattiazzi, Domingos Vandelli, Félix de A. Brotero e Fr. Veloso. Para traçar este quadro utilizamos a documentação textual e imagética resultante das viagens, como instruções, correspondências, roteiros, mapas, desenhos, memórias e diários. As viagens foram analisadas em suas particularidades e generalidades, considerando-se a complementaridade entre a metrópole e as colônias, e as interações entre as diversas regiões coloniais. Subdividimos as áreas geográficas percorridas pelos viajantes em relação à dinâmica do espaço colonial. Analisamos as questões hidrográficas do espaço oceânico ressaltando as travessias marítimas dos viajantes e as condições de navegação fluvial da Viagem Filosófica de Alexandre Rodrigues Ferreira. As investigações terrestres dos naturalistas, principalmente as mineralógicas, foram analisadas em cada região colonial: Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso, Bahia, colônias africanas (Angola e Moçambique) e Pernambuco. Após a finalização das viagens alguns dos naturalistas e artistas viajantes trabalharam em Portugal nas atividades de determinação e catalogação sistemática das amostras dos três Reinos da Natureza encontrados nas colônias e na incorporação dos dados em obras científicas. Este esforço fazia parte do projeto de Vandelli de produção de uma História Natural das Colônias, dirigido por Alexandre Rodrigues Ferreira no Jardim Botânico da Ajuda, que não chegou a ser concluído, apesar de terem sido preparadas várias chapas em metal para as gravuras. Mas algumas das obras dos viajantes foram publicadas por Fr. Veloso na Tipografia do Arco do Cego, com o intuito de fomentar o desenvolvimento econômico Português

Abstract: is work refers to the survey and analysis of Portuguese scientific expeditions with departure to the Lusitanian Empire Colonies between 1755 and 1808. We have analyzed the scientific expeditions in three determinant moments in the dynamics of those travels: planning and preparation of travelers, performance of the expeditions in the colonies, and return to Portugal. The preparation of the travels has comprised some activities, such as instructions? elaboration and execution of preparatory travels in the Reign, which were essential to the travelers? directives in the Colonies. That stage has been carried out in Portuguese institutions, such as Botanic Garden of Ajuda, Coimbra University, and Science Academy of Lisbon. Other activities have been totally planned in the Colony, as it is the case for the Botanic Expedition lead by Fr. José Mariano da Conceição Veloso, in Rio de Janeiro. In our research, we have noticed a different approach between the scientific travels conceived and executed under the management of two Ministers, Navy Minister and Oversea Trade Minister, Martinho de Melo e Castro (1777-1795) and D. Rodrigo de Sousa Coutinho (1796-1802). We have then elaborated a general picture of the travels divided by the administrations indicated, highlighting the explored geographic areas, the investigated natural products, the techno-scientific composition, the letters exchanged during the travels, and the scientific leadership practiced by naturalists such as Júlio Mattiazi, Domingos Vandelli, Félix de A. Brotero, and Fr. Veloso. To assemble that picture, we have used documents with texts and images resultant from the travels, such as instructions, letters, rode-maps, maps, drawings, memories, and diaries. The travels have been analyzed under their specific and general aspects, by considering the complementarities between the Reign and the Colonies and the interactions between the diverse colonial regions. We have subdivided the geographic areas crossed by the travelers in terms of the dynamics of the colonial space. We have analyzed the hydrographic aspects of the oceanic space, emphasizing the maritime voyages and the fluvial navigation conditions for the Philosophical Travel of Alexandre Rodrigues Ferreira. The terrestrial investigations carried out by the naturalists, mainly the mineralogical ones, have been analyzed at each colonial region: Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso, Bahia, African Colonies (Angola and Moçambique), and Pernambuco. After the end of the travels, some naturalists and artists worked in Portugal to determine and systematically catalogue the samples of Three Nature Reigns collected in the Colonies, and to incorporate that data in scientific work. Such effort was part of Vandelli?s project of producing a Natural History of the Colonies, supervised by Alexandre Rodrigues Ferreira in the Botanic Garden of Ajuda, which has not been concluded, despite of the preparation of many metal plates for the illustrations. However, Fr. Veloso has published some work of the travelers, in the Arco do Cego Typography, to promote the Portuguese economic development
Data de Defesa: 30-01-2006
Código: vtls000379846
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2006
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador:
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Instituto de Geociencias
Nível: Tese (doutorado)
Unicamp:

Dono: admin
Criado: 19-06-2006 16:18
Visitas: 14015
Downloads: 1310

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Pataca, Ermelinda Moutinho.pdfDocumento PDF8390 Kb(8591603 bytes)4 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download