Consultar: Faculdade de Ciências Médicas - FCM

Título [Principal]: Ações intersetoriais de educação e saude : entre teoria e pratica
Autor(es): Debora de Souza Santos
Palavras-chave [PT]:

Educação , Promoção da saude , Ação intersetorial
Palavras-chave [EN]:
Public health , Education , Promotion of health , Intersectoriality ,
Área de concentração: Enfermagem e Trabalho
Titulação: Mestre em Enfermagem
Banca:
Mauro Antonio Pires Dias da Silva [Orientador]
Ana Cristina Passarella Bretas
Marcia Regina Nozawa
Resumo:
Resumo: O trabalho centrou-se no estudo de um projeto intersetorial desenvolvido por uma Escola e uma UBS da cidade de Campinas, em 2004, tendo como desafio fundamental analisar, a partir dos discursos dos atores sociais envolvidos, as aproximações e limitações de suas práticas com as respectivas propostas políticas oficiais de Educação e Saúde. Utilizou-se como referencial metodológico para análise dos discursos a noção de representação social de Moscovici, como forma de saber construído a partir das relações cotidianas individuais e sociais inseridas no coletivo. Assim, resgatamos nas falas dos sujeitos (profissionais de saúde e de educação) as percepções, conceitos e vivências relacionados às práticas intersetoriais, buscando correlacioná-las ao discurso formal das políticas a este respeito. A partir do estudo do discurso institucional das políticas de saúde e educação foi possível identificar que, no Brasil, ambos são constitucionalmente tidos como direitos fundamentais do cidadão, sendo de responsabilidade do Estado a criação e desenvolvimento de políticas que visem à promoção da saúde e a educação orientada para o exercício pleno da cidadania dos brasileiros. Além disto, o discurso formal evidencia a proposição de parcerias entre esses setores para alcance destas metas, conforme análise dos princípios fundamentais do SUS e do programa Paidéia de Saúde da Família da cidade de Campinas. O estudo empírico, realizado mediante entrevistas semi-estruturadas com profissionais de saúde e educação, buscou contrapor teoria e prática, a fim de levantar os principais avanços, perspectivas e limitações referentes a intersetorialidade. Ao estudar as falas dos sujeitos evidenciou-se que ainda prevalece entre eles uma explicação unicausal do processo saúde-doença, bem como a priorização de atendimentos médicos e individuais. Identificou-se ainda a prática cotidiana de ações educativas verticalizadas e fragmentadas, baseadas na transmissão ?acabada? de conhecimentos. Houve também a conclusão de que os professores, pais e crianças não participaram de todo o processo do trabalho, ocupando duas funções centrais: apontar os problemas e receber as ações educativas do ?pessoal do posto?. No entanto, o trabalho multidisciplinar de saúde, a preocupação com a realidade escolar na construção do projeto e a busca por desenvolver um trabalho intersetorial sistematizado e contínuo entre Escola e UBS demonstraram significativos avanços no desenvolvimento do referido trabalho intersetorial, visando à promoção da saúde

Abstract: This paper has focused on the study of an intersectorial project developed by a school and a UBS (Primary Service`s Health) in the city of Campinas, and has as its fundamental challenge to analyse, from the speeches of the social actors involved (professionals of health and education), which are the limitations and policies of their practices with the respective official political proposals of Health and Education. The notion for social representation of Moscovici, as a form of know-how built on the daily individual and social relations inserted in the collectivity, was used as a methodological referential to analyse the speeches. Thus, the perceptions, concepts and life experiences linked to intersectorial practices were drawn from the subjects? speeches, trying to correlate them to the speeches related to the formal policies in this respect. It was possible to identify, from the study of institutuional policies regarding the conceptions of health and education, that in Brazil both are constitutionally seen as fundamental rights of the citizen, being the responsibility of the State the creation and development of policies that aim to promote health and education oriented to the full exercise of Brazilian citizenship. Besides, the formal speech shows the proposition of partnerships between sectors to achieve these goals, according to the analysis of fundamental principles of the SUS (United Health System) and from the Family Health program Paidéia, from the city of Campinas. The empirical study, made through semi-structured interviews with the actors, tried show the differences between theory and practice, in order to find the main advances, perspectives and limitations regarding intesectoriality. As the subjects?s speeches were studied, it was shown that there still prevails, among them, an explanation based on a single cause of the health-sickness process, as well as the priorization of individual and medical treatments. It was identified the daily practice of educational verticalized an fragmented actions, based on the ?finished? transmission of knowledge. There was also the conclusion that teachers, parents and children do not take part in the whole work process, occupying two main functions: to show the problems and receive the educational actions from the ?people from the station?. However, the multidisciplinary health work, the preocupation with school reality in the building of the project and the search to develop a systematize and continuous intersectorial work between Scholl and UBS (Primary Service`s Health) have shown significative advances in the development of the aforesaid intersectorial work, aiming the promotion of health
Data de Defesa: 29-04-2005
Código: vtls000377260
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2005
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Mauro Antonio Pires Dias da Silva
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Ciencias Medicas
Nível: Dissertação (mestrado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem

Dono: admin
Criado: 26-04-2006 15:17
Visitas: 7901
Downloads: 619

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Santos, Débora de Souza.pdfDocumento PDF371 Kb(379854 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download