Consultar: Faculdade de Educação - FE

Título [Principal]: Motricidade humana : aproximações filosoficas sobre a corporeidade
Autor(es): Wilson do Carmo Junior
Palavras-chave [PT]:

Educação fisica , Corporeidade , Motricidade humana , Filosofia
Palavras-chave [EN]:
Physical education , Corporality , Human motricity , Phylosophy ,
Área de concentração: Historia, Filosofia e Educação
Titulação: Doutor em Educação
Banca:
Silvio Ancizar Sanchez Gamboa [Orientador]
Cesar Aparecido Nunes
Silvio Donizette de Oliveira Gallo
Afonso Antonio Machado
Carmem Maria Aguiar
Resumo:
Resumo: O discurso sobre a motricidade humana ainda oferece ampla possibilidade de debate, pois, embora tenha gerado no campo da Educação Física um conjunto de significados das práticas corporais na cultura contemporânea, esse discurso parece ter dado maior ênfase às questões sobre o corpo e movimento humano inseridas no conceito amplo de Educação Física. Entendemos que as práticas corporais somam um conjunto de atividades que ultrapassam os limites disciplinares do fazer educação física, quando tomadas no contexto da formação de conceitos sobre a corporeidade. Para que essa dinâmica conceitual esteja mais próxima da Educação Física e, junto a ela, possa contribuir para o aprimoramento da identidade da área, propomos uma reflexão com base numa filosofia que traga a corporeidade e a motricidade como conceitos importantes para a visão prática da Educação Física. Considerando que a discussão sobre Educação Física, ou sua referência à questão da motricidade humana, ainda contém os impactos das abordagens biológicas e culturais como atividades excludentes, vemos neste trabalho a possibilidade de: a) aprofundar a questão da Educação Física dentro de uma visão políssêmica - a definição de termos como ginástica, educação física e ciência da motricidade humana como conceitos que se entrelaçam, porém que, às vezes, se confundem diante de diferentes análises; b) desenvolver a compreensão da Educação Física como uma atividade cultural cuja referência à corporeidade requer a presença da reflexão filosófica; c) aproximar a Filosofia da Educação Física, sobretudo, considerar a contribuição de Merleau-Ponty na compreensão do conteúdo que sustenta a visão da prática na área da Educação Física. Como resultado dessa abordagem entre a questão da corporeidade e a Educação Física, destacamos: a) a necessidade de um inter-relacionamento entre a ciência e a filosofia para fortalecer o embasamento interdisciplinar entre o sentido da prática' da Educação Física e a visão cultural de seus conteúdos; b) a contribuição da filosofia neste caso, do pensamento de Merleau-Ponty - que poderá enriquecer esses conceitos sem ferir a tradição da área, trazendo novas dimensões ao discurso sobre a prática; c) a necessidade de potencializar o professor, oferecendo instrumentos de reflexão, para desenvolver projetos de Educação Física, entendendo-a como uma atividade inserida dentro de outras dimensões da cultura, como as artes, a ciência e a filosofia

Abstract: The speech about human "motricidade" seems to have inspired the cultural legacy of Physical Education. Although very explored in the academic field the term "human motricidade" is still inconsistent and has not achieved a real concept that could justify the relevance of the term, to the point of inspiring values revolutions and behavioral changes. The human "motricidade" is an structural concept, a meaningful set that is attributed to the practical dynamic of Physical Education and to everything it represents in contemporary reality. The contemporary culture seems to give sense to the questions about body and human movement whose performance is in the concept of Physical Education. If one understands that corporeal activities compound a set of activities and, from them a knowledgeable body that compound a discipline, it seems that "to do Physical Education" became cultural. Thus it seems that the speech about physical activities practice, mainly the human body, get some strength in meaning. In order for this conceptual dynamic be legitimated and acquire identity, we propose a philosophic approach and a broad discussion about the language in which the relation between body and human "motricidade" are been treated. Considering that some scientific arguments with strong tendency to biological approaches, whose language is part of the tradition of the projects about Physical Education and human movement we believe it is important to deal with the following topics: a) the question about the polyssemy of the point of view of the terminology within a philosophical view; b) the contribution of philosophy - Merlau-Ponty's thoughts - it can enrich concepts without harming the disciplinary tradition and bring new dimensions to the speech about practice; c) the criticism about the view of science in the world and its relation with Physical Education concepts as a cultural activity; d) the question about language as a view yet with low treatment within Physical Education concepts as an activity that belongs to general culture; e) a discussion about a possible philosophy that comes to give identity to the Physical Education as cultural and with as an anthropology of the practices. As a result from these approaches we observe how important is the reflection about these topics and mainly the anthropologic pertinent relationship between the culture of body and motion for man We highlight: a) an interdisciplinary background is needed in order to form a knowledgeable body that allows for Physical Education activities to became cultural practices and that they can make sense with other languages; b) the philosophy and language can alter concepts without injure or interfere in tradition and practice speech; c) it is necessary to involve the instructor, giving him reflection instruments, mainly giving strength to the concepts about Physical Education projects as a pedagogy for the totality of the human being d) to the Physical Education independently of the common used term, its the structure and its content is already inserted, although invisible, within others cultural entities together with the arts, the science, the philosophy and the religion. Inside this conclusion, one can continue the Physical Education project, philosophy and language. In this particular case we have seen that there is more sense and knowledge strength in Physical Education than we could think of. In theory or practice, to the subject or to the object, to the material or to the spirit, to the thoughts and to the forms, ali is added, and even against ideologies, educations and pedagogies it is important to make the professor an everlasting legislator of himself and of his students. To the body and to human "motricidade" a little bit of philosophy and a lot of other languages
Data de Defesa: 21-02-2005
Código: vtls000359177
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2005
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Silvio Ancizar Sanchez Gamboa
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Educação
Nível: Tese (doutorado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Educação

Dono: admin
Criado: 10-04-2007 10:40
Visitas: 5689
Downloads: 422

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Carmo Junior, Wilson do.PDFDocumento PDF9383 Kb(9607799 bytes)4 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download