Consultar: Instituto de Estudos da Linguagem - IEL

Título [Principal]: Passar pelo escrito
Autor(es): Jose Guillermo Milan-Ramos
Palavras-chave [PT]:

Escrita - Origem , Ciencia , Psicanalise , Linguagem , Sujeito (Filosofia)
Palavras-chave [EN]:
Writing, Science , Phychoanalysis , Language , Subject (Philosophy),
Área de concentração: Linguistica
Titulação: Doutor em Linguistica
Banca:
Nina Virginia de Araujo Leite [Orientador]
Claudia Tereza Guimarães de Lemos
Ana Maria Medeiros da Costa
Ricardo David Goldemberg
Christian Dunker
Maria Fausta Cajahyba Pereira de Castro
Paulo Ottoni
Resumo:
Resumo: A presente tese, PASSAR PELO ESCRITO é um percurso por certas encruzilhadas,por certas questões-chave da experiência de linguagem que presentifica a prática de teorização-transmissão que realizou o psicanalista francês Jacques Lacan - nas modalidades básicas de ditado de seminários e publicação de escritos, isto é, colocando em jogo o dizer e o escrito. A experiência eletiva que tentamos recuperar e fazer presente aqui é a subjetivação da letra teórica - da escrita teórica - psicanalítica através da leitura de Lacan: partimos do pressuposto de que o "estilo" de Lacan convoca o leitor a uma experiência radical de subjetivação. Essa experiência de leitura, o desconforto e a exposição subjetiva que produzem as incessantes parodias metalingüísticas lacanianas, a insistência do contato com a linguagem freudiana e os traços de estilo lacanianos que definem o contorno-"borda" dos conceitos da psicanálise - os conceitos-furo "mordidos de Real", os conceitos que o leitor "quer compreender": inconsciente, Real-impossível, gozo, desejo, sujeito, objeto pequeno a, escrito, dizer, verdade... -, enfim, essa experiência de leitura-implicada-de-desejo orienta o sujeito-teórico leitor na direção do Real, reduz o sujeito a uma experiência de ex-timidade com seu objeto, constitui as condições de possibilidade do sujeito no seu próprio ato de ler-teorizar-decifrar-inventar o objeto ("o inconsciente é estrutura do como uma linguagem; "o inconsciente é linguagem; "o Real é o escrito; "um significante representa um sujeito para outro significante; "não há metalinguagem; a invenção é o escrito; a verdade tem estrutura de ficção; "o pensamento teórico é inconsciente...), dando lugar à singular experiência de castração-subjetivação que chamamos aqui passar pelo escrito/orientada na direção do Real. Com esse objetivo, realizo um percurso pelo modo como a ciência moderna e a psicanálise organizamos conceitos e a escrita da teoria, estabelecendo relações com a questão da emergência do sujeito do desejo/sujeito da ciência(capítulo 2); realizo um estudo de como a questão da origem se coloca para alguns campos de saber(a psicanálise,em particular),em relaçãoà referida questão do sujeito (capítulo3); e realizo uma leitura do Seminário21, Les non-dupes errent, de Jacques Lacan:"caixa de ressonância"das questões colocadasanteriormente (capítulo4) Resumen: Estatesis, PASAR POR LO ESCRITO,es um recorridopor ciertas encruzijadas,por ciertos puntos-clave de Ia experiencia de lenguaje que presentifica Ia práctica de teorización-transmisión que realizó el psicoanalista francés Jacques Lacan- en Ias modalidades básicas de dictado de seminarios y publicación de escritos, esto es, colocando em juego el decir y lo escrito. La experiencia subjetiva que intentamos recuperar y hacer presente aquí es Ia subjetivación de Ia letra teórica - de Ia escritura teórica - psicoanalítica a través de Ia lectura de Lacan: partimos dei presupuesto de que el "estilo" de Lacan convoca ai lector a una experiencia radical de subjetivación. Esa experiencia de lectura, el malestar y Ia exposición subjetiva que provocan Ias incesantes parodias metalingüísticas lacanianas, Ia insistencia dei contacto con el lenguaje freudiano y los trazos de estilo lacanianos que definen el contorno-"borde" de los conceptos en el psicoanálisis - los conceptos-agujero "mordidos de Real", los conceptos que el lector "quiere comprender": inconsciente, Real-imposible, goce, deseo, sujeto, objeto pequeno a, escrito, decir, verdad... -, en fin, esa experiencia de lectura-implicada-de-deseo orienta ai sujeto-teórico-Iector en dirección ai Real, reduce ai sujeto a una experiencia de ex-timidad con su objeto, constituye Ias condiciones de posibilidad dei sujeto en su propio acto de leer-teorizar-decifrar-inventar el objeto ("el inconsciente está estructurado como un lenguaje"; "el inconsciente es lenguaje; "Ia Real es Ia escrito'; "un significante representa a un sujeto para otro significante'; "no hay metalenguaje'; "Iainvención es Ia escrito'; "Ia verdad tiene estructura de ficción'; "el pensamiento teórico es inconsciente..), dando lugar a Ia singular experiencia de castración-subjetivación referida aquí como un pasar por lo escrito/orientada en Ia dirección dei Real. Conese objetivo, realizo un recorrido por el modo en que Ia ciencia modernay el psicoanálisis organizan los conceptos y Ia escritura de Ia teoría, estableciendo relacionescon Ia cuestión de Ia emergencia dei sujeto dei deseoj sujeto de Ia ciencia (capítulo 2); realizo un estudio de cómo Ia cuestión de los orígenes se presentaen algunos campos de saber (el psicoanálisis,en particular) en relacióna Ia ya referida cuestión dei sujeto (capítulo 3); y efectúo una lectura dei Seminario 21, Les non-dupes errent, de Jacques Lacan: "caja de resonancia" de Ias cuestionesreferidas hasta aquí (capítulo 4)

Abstract: This work, THROUGH WRITNG(Passar pelo escrito), is a journey through some of the crossroads,through some key points of the experience of language that are brought forward by the practice of theorization-transmissiondeveloped by French psychoanalistJacques Lacan - in the basic modalities of seminary dictation and paper' s publishing, that is, putting in interplay what is said and what is written. The elective experience that we try to recover and make present here is the subjectification of the psychoanalitic theoretical "Iettre" - of the psychoanalitic theoretical writing -, through reading Lacan: as a starting point, we presuppose that Lacan's"style" invites the reader to a radical subjectification experience.Such a reading experience, the malaise and the subjective exposition caused by thenever ending metalinguistic parodies by Lacan,the insistence on the contact with Freudian language, and the features of Lacan's style defining the "edge" of concepts in psychoanalysis - the hole-concepts, "bitten" by the Real, those concepts that the reader "wants to understand": unconscious, Real-impossible, jouissance, desire, subject, little object a, writing, saying, truth... - that is, the experience of reading-implied-with-desire directs the theoretical-subject-reader towards the Real reducing the subject to an experience of ex-timacy with its object, constitutes the conditions of possibility of the subject in its own act of reading-theorizing-deciphering-inventing the object C'the unconscious is structured like a language'; "the unconscious is language'; "Real is the written"; "one signifier represents the subject to another signifier'; "there is no metalanguage'; "the invention is the written"; "The truth has the structure of fiction"; "theoretical thinking is unconscious'...), allowing for the singular experienceof castration-subjectificationhere referred to as going through writing/ directedtowardsthe Real. With this goal in mind, I have undertaken a journey through the mode in which modern science and psychoanalysis organize the concepts and the writing of theory, establishing links with the issue of the emergence of the subject of desiref subject of science(chapter 2); I study how the issue of origins is presented in some fields of knowledge (psychoanalysis,in particular), in its relationship to the issueof the subject (chapter 3); and I read Seminar 21, Les non-dupes errent, by JacquesLacan: a "sound-box" for the issuesreferred to here (chapter 4)
Data de Defesa: 28-02-2005
Descrição:
TEXTO COMPLETO DA TESE NÃO DISPONÍVEL PARA DOWNLOAD.
AGUARDANDO LIBERAÇÃO PARA PUBLICAÇÃO.
Código: vtls000346859
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2005
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Nina Virginia de Araujo Leite
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Instituto de Estudos da Linguagem
Nível: Tese (doutorado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Linguística

Dono: admin
Criado: 14-03-2008 12:33
Visitas: 1896

Endereço: http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000346859