Consultar: Faculdade de Ciências Médicas - FCM

Título [Principal]: Demarche strategique (gestão estrategica hospitalar)
Autor(es): Elizabeth Artmann
Palavras-chave [PT]:

Hospitais, Hospital e comunidade , Planejamento estrategico ,
Área de concentração: Saude Coletiva
Titulação: Doutor em Saude Coletiva
Banca:
Emerson Elias Merhy [Orientador]
Flávio Beno Siebeneichler
José Ricardo Carvalho de Mesquista Ayres
Solange L'Abbate
Luiz Carlos de Oliveira Cecílio
Resumo:
Resumo: Esta tese propõe-se discutir o enfoque francês de gestão estratégica e definição hospitalar “la Démarche Stratégique” de Michel Cremadez, suas potencialidades, limites e desafios, considerando o contexto de saúde brasileiro. Trata-se de um estudo de cunho teórico-conceitual, que tem como principal fio condutor as premissas teórico-pragmáticas do Agir Comunicativo de Habermas, mas apóia-se também na análise da experiência concreta de aplicação do método, nos hospitais de uma Área de Planejamento da Secretaria Municipal de Saúde da cidade do Rio de Janeiro (AP-4). O estudo tem como objetivo mostrar o potencial comunicativo do enfoque, como instrumento de coordenação regional em rede e de definição das missões hospitalares. Baseado na busca da diferenciação dos hospitais e na negociação do perfil de atividades de cada um, em função de suas próprias potencialidades e do ambiente externo - demandas, perfil epidemiológico -, o modelo propõe a contribuir para a construção de uma proposta de sistema regionalizado e integrado de saúde, trabalhando todas as possibilidades de integração horizontal e vertical dos vários níveis de complexidade internos. Apresenta-se a fundamentação teórico-metodológica do modelo, seus objetivos econômico/administrativos e comunicativos, assim como suas potencialidades em termos de gestão cultural. Particular ênfase é dada à possibilidade de potencialização da mudança cultural e à busca de um aprofundamento das relações interdisciplinares. Uma discussão específica sobre o enfoque interdisciplinar que serve de marco teórico para a aplicação do modelo é apresentada após a fundamentação teórico-metodológica mais geral. Da mesma forma, propõe-se uma discussão mais geral da questão cultural, considerando-se que, em boa parte, os objetivos gerenciais do modelo dependem do desenvolvimento de uma dinâmica cultural, inerente ao desenvolvimento das premissas e instrumentos do enfoque específico. A relação entre cultura e gestão estratégica serve como pano de fundo conceitual da análise da experiência. Além da apresentação dos resultados da aplicação concreta do enfoque e de sua análise em várias dimensões, a pesquisa comporta uma série de entrevistas com atores-chave que participaram da experiência, cujos resultados são discutidos segundo o método de análise qualitativa do Discurso do Sujeito Coletivo. Busca-se desta maneira, uma complementaridade através da análise sobre os significados, desdobramentos, e possíveis impactos gerenciais e culturais, segundo as representações dos participantes. Com isto, pretende-se identificar e discutir obstáculos e potencialidades do enfoque nas dimensões da cultura, da interdisciplinaridade, da responsabilização dos serviços, de uma maior governabilidade sobre os Planos de Ação, da solidariedade entre os serviços dos hospitais e entre parceiros da rede, apoiados na categoria habermasiana da ação comunicativa.

Abstract: This dissertation discusses the French approach to strategic management and a hospital definition of Michel Crémadez's Démarche Stratégique (strategic decision-making processes), and considers the related potential, limits and challenges in the Brazilian health context. This theoretical and conceptual study takes as its mainstay the theoretical and pragmatic premises of Habermas's Communicative Action, but also rests on an analysis of the specific experience of applying the method in hospitals in one of the Rio de Janeiro Municipal Health Secretariat's Planning Areas (AP-4). The purpose of the study is to show the approach's communicative potential as an instrument for coordination in a regional network and for defining hospitals' missions. Drawing on the hospitals' endeavors to achieve differentiation and on the negotiation by each of a profile of activities in terms of their own potentials and the external environment - demands, epidemiological profile -, the model proposes to contribute to constructing a proposal for a regionalized, integrated health system, building on all opportunities for horizontal and vertical integration of the various internal levels of complexity. We present the theoretical and methodological foundations of the model, its economic, administrative and communicative aims, and its potential in terms of cultural management. Particular emphasis is given to the opportunities for potentiating cultural change and to the effort to extend and expand interdisciplinary relations. After the more general theoretical and methodological grounding has been presented, there is a specific discussion of the interdisciplinary approach that serves as a theoretical framework for applying the model. In much the same way, we offer a more general discussion of the cultural issues, given that the managerial aims of the model depend largely on the progression of a cultural dynamics inherent to developments resulting from application of the premises and instruments of the specific approach. The relationship between culture and strategic management provides the conceptual backdrop to our analysis of the experience. In addition to presenting the results of a specific application of the approach, and analyzing those results in several dimensions, the study includes a series of interviews with key players in the experience, the results of which are discussed according to the Discourse of the Collective Subject method of qualitative analysis. This was done so as to yield a complementary analysis based on the meanings, developments and possible managerial and cultural impact according to the representations of the participants. The intention is to identify and discuss the model's potential and any obstacles it faces in the dimensions of culture, interdisciplinarity, service accountability, improved governance of Action Plans, solidarity among the hospitals' internal services and among network partners, as supported by Habermas's category of communicative action.
Data de Defesa: 25-02-2002
Código: vtls000311562
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2002
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Emerson Merhy
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciencias Medicas
Nível: Tese (doutorado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva

Dono: admin
Criado: 28-05-2004 10:56
Visitas: 8311
Downloads: 1545

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Artmann, Elizabeth_D.pdfDocumento PDF2457 Kb(2516137 bytes)2 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download