Consultar: Faculdade de Educação Física - FEF

Título [Principal]: Estudo do salto vertical : uma analise da relação de forças aplicadas
Autor(es): Emerson Miguel da Cruz
Palavras-chave [PT]:

Esportes , Educação fisica , Handebol ,
Área de concentração: Ciência do Desporto
Titulação: Mestre em Educação Física
Banca:
Antonia Dalla Pria Bankoff [Orientador]
Roberta Cortez Gaio
Miguel de Arruda
Paulo Roberto de Oliveira
Maria Cesarina Gândara Barbosa
Resumo:
Resumo: O objetivo deste estudo foi investigar as relações existentes entre forças aplicadas no salto vertical. As variáveis estudadas foram: a altura máxima atingida, a potência, a força de saída do solo, a força de chegada no solo, a força relativa e a velocidade. Foram propostos quatro objetivos específicos: analisar qual das variávies estudadas apresenta uma maior relação com a máxima impulsão vertical, analisar qual das variáveis estudadas apresenta uma maior relação com a potência gerada, analisar os valores das variávies estudadas para cada sujeito comparando os resultados obtidos em cada um dos três saltos, estabelecer um ranking decrescente de valores para os saltos verticais e a partir deste fazer uma análise comparativa entre os maiores e os menores resultados. Para tal foi usado um sistema de plataforma de força com câmeras de vídeo e infravermelho sincronizadas a este o que permitiam a obtenção dos valores de força e a reprodução virtual dos saltos. Participaram do estudo 15 sujeitos do sexo masculino com idades entre 17 e 35 anos, atletas de handebol da cidade de Goiânia. Cada sujeito realizou três saltos verticais máximos estilo counter moviment jump, os quarenta e cinco saltos feitos pelos quinze atletas foram usados para análise. A análise correlacional mostrou que a variável que mais se relacionou com a máxima impulsão vertical foi a velocidade (r = 0,99; P<0,001 e r2 = 99%) e a variável que mostrou maior relação com a potência foi a força de saída do solo (r = 0,85; P<0,001 e r2 = 73,28), as análises individuais mostram que o maior salto vertical foi atingido quando houve a melhor performance conjunta de pelo menos quatro variáveis. A análise comparativa entre os maiores e os menores resultados para o salto nos mostra que o primeiro grupo conseguiu resultados 37,6% maior que o segundo grupo e as variáveis que mais contribuíram para isto foram a velocidade e a potência. Os resultados confirmam o que é apresentado na literatura, mostrando com mais detalhes que a velocidade e a potência são fatores imprescindíveis para uma boa capacidade de salto e que a força relativa tem também grande importância neste contexto. O presente estudo pode ser de grande utilidade para a comunidade científica como base para novas discussões e para atletas e treinadores em geral serve como referência para estruturação de seus treinamentos para a capacidade de salto.

Abstract: The purpose of this study was to analyze the relations existing between the forces applied in the vertical jump. The researched variations were: the maximum height reached, the power, the ground reaction forces applied in the moment the subject touches and leaves the ground and the velocity. There are four specific proposals: to analyze which of the researched varieties shows a bigger relation with the maximum height reached, to analyze which of the researched varieties shows a bigger relation with the generated power, to analyze the achieved value of each subject in the three jumps of each one of them, to establish a decreasing ranking of the vertical jumps, and use it to compare the higher and lower ones. It was used a force platform system with video cameras and infrared synchronized to it, allowing the achievement of the forces values and the virtual reproduction of the jumps. The subjects for the study were 15 male handball athletes from the city of Goiânia between 17 and 35 years old. Each subject performed three maximum countermovement jump, all the forty-five jumps performed by the fifteen athletes were used for the analyses. The velocity was the variety with the closest relationship with the maximum vertical jump (r = 0,99; P<0,001 e r2 = 99%) and the power was the variety with the closest relationship with the take off force (r = 0,85; P<0,001 e r2 = 73,28), the individual analyses demonstrates that the highest vertical jumps were achieved when the best performance joins at least four varieties. The comparative analyses of the biggest and lower results demonstrates that the first group had results 37.6% better than the second group, the varieties with the greater influence over it were velocity and power. The results affirms the published works, demonstrating with more details that velocity and power are essential factors for a good jumping capacity and that the relative force is also very important in this context. This study might be very useful to the scientific community as bases for new debates and to general couches and athletes as a training reference for jumping capacity.
Data de Defesa: 2003
Código: vtls000297143
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2003
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Antonia Dalla Pria Bankoff
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação Física
Nível: Dissertação (mestrado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Dono: admin
Criado: 16-10-2003 16:44
Visitas: 20990
Downloads: 4148

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Cruz, Emerson Miguel da_M.pdfDocumento PDF788 Kb(806711 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download