Consultar: Faculdade de Ciências Médicas - FCM

Título [Principal]: Sistemas de informação em saude nas intoxicações por agrotoxicos e afins no Brasil : situação atual e perspectivas
Autor(es): Alfredo Benatto
Palavras-chave [PT]:

Intoxicação , Epidemiologia , Pesticidas - Toxicologia , Sistemas de recuperação da informação , Agricultura
Área de concentração: Saude Coletiva
Titulação: Mestre em Saude Coletiva
Banca:
Heleno Rodrigues Correa Filho [Orientador]
Armi Wanderlei da Nobrega
Luiz Carlos da Cunha
Elisaldo Luiz de Araujo Carlini
Resumo:
Resumo: As intoxicações por agrotóxicos e afins no Brasil representam um grave problema de saúde pública, porém ainda não adequadamente documentado e, por consequência, não devidamente enfrentado, em função de uma série de obstáculos de naturezas distintas. Apesar de alguns avanços observados na ultima década, as estratégias para a prevenção e controle destes agravos ainda são incipientes. Objetivo: Descrever os principais sistemas de informação em saúde existente para o registro de intoxicações por agrotóxicos e afins e o perfil epidemiológico destes agravos apontando diretrizes para o fortalecimento da vigilância epidemiológica. Metodologia: Foi realizado um estudo descritivo sobre a situação dos principais sistemas de informações para o registro de intoxicações por agrotóxicos e afins: 1) Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas da Fundação Oswaldo Cruz - SINITOX, avaliando-se os casos registrados no período de 1995 a 2000; e o Sistema Nacional de Agravos de Notificação- SINAN da Fundação Nacional de Saúde, avaliando-se os casos registrados de 1996 a 2000. Resultados: No período compreendido entre 1995 e 2000, o SINITOX registrou um total de 94.983 casos de intoxicações por agrotóxicos e afins, correspondendo a 22,81 % do total de intoxicações registradas no período. Deste total, 30.278 (31,88%) intoxicações foram causadas por agrotóxicos de uso agrícola, 35.144 (37%) por domissanitários, 15.570 (16,39%) por agrotóxicos de uso doméstico e 13.991 (14,73%) por raticidas. Quanto aos óbitos, o total foi de 1268 mortes causadas por agrotóxicos e afins, correspondendo a 51,73% do total por todas as causas no período em estudo. O agrotóxico de uso agrícola destaca-se como o agente mais incriminado, com 904 óbitos, o que corresponde a 36,88% do total de óbitos por todas as causas registradas pelo SINITOX no período. Do total de intoxicações por agrotóxicos e afins, 54,5% casos ocorreram entre indivíduos do sexo masculino. As causas determinantes das intoxicações por agrotóxicos e afins foram em primeiro lugar os acidentes, seguidos dos suicídios e causas profissionais. No SINAN, foram registrados no período de 1996 a 2000, um total de 5654 casos suspeitos, com 2931 casos confirmados (51,43%). O número de óbitos foi de 227, correspondendo a uma letalidade de 7,73% no período. As intoxicações se concentraram em indivíduos do sexo masculino entre 15 e 49 anos, sendo confirmados pelo critério clínicoepidemiológico em 60% dos casos; 61,74% das intoxicações receberam atendimento hospitalar; 29,46% atendimento ambulatorial; 7,03% atendimento domiciliar e 1,77% dos casos não receberam nenhum atendimento. Os acidentes de trabalho representaram 53,5% das circunstâncias de intoxicação, seguidos pelas tentativas de suicídio (28,2%) e intoxicações acidentais com 12,9%. Dentre os 128 princípios ativos envolvidos nas intoxicações o glifosato, o paraquat e o metamidofós, foram os agentes tóxicos mais incriminados, respondendo com 26,2% do total. Conclusões: Há necessidade da inclusão deste grave problema de saúde pública como prioridade na agenda dos órgãos gestores que compõem o Sistema Único de Saúde, nos três níveis de governo, para a implementação de ações que resultem numa efetiva proteção e prevenção à saúde da população

Abstract: Poisonings due to pesticides and the likes present a serious problem to public health in Brazil. This however is still not adequately documented and consequently not duly addressed because of a series of obstacles of distinct natures. Despite of the some progress observed at the end of the last decade, the strategies for the prevention and control of these irritants are still incipient. Objective: To describe the existent principal health information systems for the register of pesticide poisonings and the like, and to register the epidemiological profile of these irritants identifying directions with respect to the strengthening of epidemiologic monitoring. Methodology: A descriptive study on the situation of the main systems of information for the register of pesticide poisonings and the like was done : 1) Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas da Fundação Oswaldo Cruz - SINITOX, evaluating the cases registered in the period of 1995 to 2000; and 2) Sistema Nacional de Agravos de Notificação- SINAN of the National Health Foundation, evaluating registered cases from 1996 to 2000. Results: In the period between 1995 and 2000, the SINITOX registered a total of 94.983 cases of intoxication by pesticides of agricultural use and the like, corresponding to 22.81 % of the total of poisonings registered in the period. Of this total, 30,278 (31,88%) poisonings had been caused by pesticides by agricultural use, 35,144 (37%) by household cleaning chemicals, 15,570 (16,39%) by pesticides for household use and 13,991 (14,73%) by rat poisons. As for the deaths, the total was of 1268 caused by pesticides for agricultural use, and others, corresponding to 51.73% of the total for all the causes in the period in study. The agricultural pesticedes used is distinguished as the most incriminating agent, with 904 deaths which corresponds to 36.88% of the total of deaths for all the causes registered by the SINITOX in that period. Of the total of poisonings due to pesticides of agricultural use and the like, 54.5% cases had occurred among individuals of masculine sex. The causes determined for the poisonings by pesticides of agricultural use and the like had been, primarily, accidents, followed by suicides and professional causes.ln the SINAN, a total of 5654 suspected cases had been registered between the period of 1996 to 2000 with 2931 confirmed cases (51,43%). The number of deaths was of 227, corresponding to a lethality of 7,73% in the period. The poisonings were concentrated on individuals of the masculine sex between 15 and 49 years, as confirmed by the clinical-epidemiology criteria in 60% of the cases; 61,74% of the poisonings had received hospital attendance; 29.46% ambulatory attendance; 7.03% domiciliary attendance and 1.77% of the cases had not received any attendance. The professional accidents had represented 53.5% of the poisoning circumstances, followed for the attempts of suicide (28,2%) and accidental poisonings with 12,9%. Amongst the 128 involved active principles in the poisonings, glifosate, paraquat and the metamidophos, had been the most incriminating toxic agents, responsible for 26,2% of the total. Conclusions: There is a necessity to include this serious public health problem as priority in the agenda of the managing agencies that compose the Health System, for the implementation of actions that result in an effective protection and prevention to the health of the population
Data de Defesa: 13-08-2002
Código: vtls000276267
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2002
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Heleno Rodrigues Correa Filho
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Ciencias Medicas
Nível: Dissertação (mestrado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva

Dono: admin
Criado: 23-05-2006 10:33
Visitas: 5029
Downloads: 445

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Benatto, Alfredo.PDFDocumento PDF8204 Kb(8401017 bytes)4 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download