Consultar: Instituto de Biologia - IB

Título [Principal]: Estudo taxonomico e analise cladistica do complexo Bifrenaria Lindl. (Maxillarieae, Orchidaceae)
Autor(es): Samantha Koehler
Palavras-chave [PT]:

Filogenia , Botanica - Classificação
Titulação: Mestre em Biologia Vegetal
Banca:
Maria do Carmo Estanislau do Amaral [Orientador]
João Semir
Fabio de Barros
Resumo:
Resumo: O complexo Bifrenaria constitui os gêneros sul-americanos Adipe (=Stenocoryne), Bifrenaria (sensu stricto), Cydoniorchis e Rudolfiella, e pode ser caracterizado pela presença de pseudobulbos tetrangulares e unifolados, folhas plicadas, e por flores com um esporão preminente, com um estipe bifurcado. Os objetivos deste estudo foram investigar o monofiletismo do complexo Bifrenaria assim como dos gêneros Adipe (=Stenocoryne), Bifrenaria, Cydoniorchis e Rudolfiella, com base em caracteres morfológicos e macromoleculares; determinar as relações filogenéticas do complexo Bifrenaria; e reavaliar carateres morfológicos tradicionalmente utilizados para delimitar taxa. Dezesseis espécies referentes ao complexo Bifrenaria e seis gêneros relacionados foram amostrados. As matrizes foram analisadas sob o critério de parcimônia. As análises dos conjuntos de caracteres em separado resultaram em árvores com topologias ligeiramente distintas e, por este motivos, nós combinamos os diferentes conjuntos de dados. Os resultados suportam o monofiletismo do complexo Bifrenaria, excluindo-se Rudoljiella, que constitui um gênero distinto e monofilético. Nós consideramos Bifrenaria como um gênero monofilético englobando os gêneros Adipe (=Stenocoryne), Cydoniorchis e Bifrenaria (sensu stricto). Dentro de Bifrenaria, seus dois clados basais são altamente suportados: o clado referente às espécies amazônicas e o clado referentes às espécies do sul-sudeste brasileiro. O gênero Adipe é parafilético. Apesar do gênero Cydoniorchis ser monofilético e apresentar várias sinapomorfias morfológicas, seu reconhecimento demanda muitas mudanças nomenc1aturais e, por isso é proposto o reconhecimento amplo do gênero Bifrenaria. Os resultados também sugerem a origem amazônica do gênero Bifrenaria. A segunda parte deste estudo apresenta o estudo taxonômico do gênero Bifrenaria. Os principais objetivos foram apresentar uma sinopse taxonômica para o gênero Bifrenaria, determinando quais taxa devem ser reconhecidos, as distribuições e quais caracteres tradicionalmenete utilizados para reconhecer espécies são taxonomicamente informativos. São apresentadas chaves de identificação, descrições, mapas de distribuição e ilustrações

Abstract: The Bifrenaria complex constitutes the South American genera Adipe (=Stenocoryne), Bifrenaria (sensu stricto), Cydoniorchis and Rudolfiella, which are characterized by four-angled, unifoliate pseudobulbs, plicate leaves, and by flowers bearing a conspicuous spur and a forked stipe. The aims of the present study were to investigate the monophyly of the Bifrenaria complex as well as the genera Adipe (=Stenocoryne), Bifrenaria, Cydoniorchis and Rudolfiella, based on morphology and DNA sequence data; to determine phylogenetic relationships within the Bifrenaria complex; and to reevaluate morphological characters traditionally used to delimit taxa. Sixteen species ITom the Bifrenaria complex and six related genera were sampled. Matrices were analysed using maximum parsimony. Separa te analyses of data partitions resulted in slight1y different topologies, therefore we combined alI the data sets. The results support the monophyly of the Bifrenaria complex, excluding Rudolfiella, which constitutes a monophyletic and distinct genus. Therefore we consider Bifrenaria a monophyletic genus comprising Adipe (=Stenocoryne), Cydoniorchis and Bifrenaria (sensu stricto). Within Bifrenaria, two clades are strongly supported: the Amazonian species clade and the southem Brazilian clade. The genus Adipe is a paraphyletic grade. Although the genus Cydoniorchis is monophyletic and presents many morphological synapomorphies, the acceptance of this genus would demand many nomenclatural changes. The results also suggest an Amazonian origin for Bifrenaria. In the second part of the study a taxonomic study for the genus Bifrenaria is presented. The main goals of this study were to present a taxonomic synopsis for the genus Bifrenaria, detennining which taxa should be recognized, their distributions and which characters traditionally used to discriminate species are taxonomically informative. Identification keys, descriptions, distribution maps, and illustrations of the species are also provided
Data de Defesa: 14-12-2001
Código: vtls000241393
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2001
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Maria do Carmo E. do Amaral
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia
Nível: Dissertação (mestrado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal

Dono: admin
Criado: 16-08-2006 10:29
Visitas: 2884
Downloads: 108

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Koehler,Samantha.pdfDocumento PDF13155 Kb(13470539 bytes)6 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download