Consultar: Faculdade de Educação - FE

Título [Principal]: As dificuldades de aprendizagem em leitura e escrita e suas relações com a ansiedade
Autor(es): Gisele A. do Patrocinio Bazi
Palavras-chave [PT]:

Aprendizagem , Ansiedade , Leitura , Escrita , Psicologia educacional ,
Titulação: Mestre em Educação
Banca:
Fermino Fernandes Sisto [Orientador]
Resumo:
Resumo: São poucos os estudos experimentais que procuram encontrar ligações entre a ansiedade e as dificuldades de aprendizagem na leitura e na escrita. O estudo aqui apresentado, além de focalizar tal questão, também utilizou as concepções sobre traço e estado de ansiedade, o que na literatura é muito escasso. Assim, os objetivos deste trabalho foram analisar a relação existente entre os níveis (alto ou baixo) e tipos de ansiedade (traço- incluindo e excluindo a mentira- e estado) e o desempenho em leitura e escrita, sendo considerando-se o gênero e a idade. A população investigada foi de 112 sujeitos, de 8 e 9 anos, de duas escolas públicas. Todos os sujeitos foram classificados por intermédio de três ditados, e depois, foram avaliados através de uma prova de leitura e de dois instrumentos de ansiedade, um envolvendo o estado, sendo o Inventário de Ansiedade Traço-Estado, para crianças; e um envolvendo o traço (incluindo ou não a mentira), sendo a Escala de Ansiedade Manifesta para crianças e adolescentes. Os dados encontrados foram submetidos à análise de variância e os resultados globais evidenciaram que houve uma relação significativa entre o estado de alta ansiedade e as dificuldades em leitura e em escrita. Também foi possível falar em uma tendência para as crianças mais velhas serem mais ansiosas do que as mais novas. Quanto ao gênero, os resultados mostraram-se difusos, quando relacionados aos níveis e tipos de ansiedade.

Abstract: There are few experimental studies that try to find relations between anxiety and learning difficulties in reading and writing. The following study, apart from focalizing on that point, it also used conceptions in anxiety trait and anxiety state, what is very rare in literature. In this way, the goals of this research were to analyze the existing relations between the levels (high and low) and anxiety types (trait, including and excluding the lie- and state), and the reading and writing performance, considering gender and age. The sample researched was 112 people, between 8 and 9 years old, from two public schools. All the subjects have been classified by three dictations and, afterwards, have been evaluated in a reading test and two anxiety instruments, one of them was the Anxiety Trait-State Inventory for children referring the state, and the other one was the Expressed Anxiety Inventory for children and teenagers (including and excluding the lie) referring to state. The data found have been submitted to analysis of variance and the global results made evident that there was a significant relation between the high anxiety state and the difficulties in reading and writing. It was also possible to express a tendency among the older children to be more anxious than the younger ones. Referring to the gender, the results showed up confusing when related to the levels and kinds of anxiety.
Data de Defesa: 31-12-2000
Código: vtls000206278
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2000
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Fermino Fernandes Sisto
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação
Nível: Dissertação (mestrado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Educação

Dono: admin
Criado: 28-05-2003 09:26
Visitas: 73690
Downloads: 8999

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Bazi,G.A.P.pdfDocumento PDF668 Kb(684364 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download