Consultar: Instituto de Biologia - IB

Título [Principal]: Controle motor de movimentos de reversão em individuos neurologicamente normais e portadores da Sindrome de Down : o efeito do feedback intrinseco
Autor(es): Nadia Fernanda Marconi
Palavras-chave [PT]:

Cinematica , Eletromiografia , Down, Sindrome de
Área de concentração: Fisiologia
Titulação: Mestre em Biologia Funcional e Molecular
Banca:
Gil Lucio Almeida [Orientador]
Alberto Carlos Amadio
Liana Lins Melo
Alba Regina Monteiro Souza Brito
Roberto Vilarta
Resumo:
Resumo: Neste trabalho, investigamos o efeito do feedback intrínseco nos padrões cinemáticos, cinéticos e eletromiográficos em movimentos de reversão do braço. Estes movimentos foram realizados em três distâncias angulares (108°, 126° e 144°) e em três orientações espaciais (180°, 90° e 0°) por indivíduos neurologicamente normais e portadores da síndrome de DoWIl. As distâncias angulares foram defmidas com base na quantidade de deslocamento do cotovelo. Durante a realização das tarefas, os indivíduos não tiveram a informação visual do braço. Para identificar a quantidade correta de deslocamento do cotovelo, os indivíduos tiveram que comparar as informações provenientes de um goniômetro fixo nesta articulação, com um conjunto de luzes, as quais acendiam com o aumento do deslocamento do cotovelo em extensão. Indivíduos neurologicamente normais apresentaram um acoplamento entre variáveis intrínsecas (i.e. atividade eletromiográfica, torques musculares) e extrínsecas (velocidade linear do dedo indicador). Do ponto de vista do controle motor, este acoplamento simplificaria o número de variáveis que o Sistema Nervoso teria que controlar durante a execução dos movimentos. Este acoplamento entre variáveis intrínsecas e extrínsecas foi denominado como "Building Block Strategy". Além disso, indivíduos neurologicamente normais, modularam as atividades eletromiográficas e os torques musculares com o aumento da distância do movimento de acordo com as regras previstas pela "Speed Insensitive Hyphotesis" (Gottlieb, et aI., 1989). Esta modulação da atividade eletromiográfica e das forças musculares foi independente da orientação espacial. Indivíduos portadores da síndrome de DO Il também foram capazes de realizar a tarefa proposta; no entanto, eles apresentaram diferenças sutis na forma em que controlaram os movimentos. Primeiro, o acoplamento entre variáveis intrÚlsecas e extrÚlsecas foi menor para esta população. Segundo, eles foram incapazes de modular as atividades eletromiográficas e os torques musculares com o aumento da distância, como observado para os indivíduos neurologicamente normais. Terceiro, estes indivíduos apresentaram um padrão muscular de co-ativação da musculatura agonista-antagonista. Dessa forma, podemos concluir que, a "Building Block Strategy" não é uma estratégia universal, a qual poderia ser aplicada a todas populações. Com relação à precisão dos movimentos, ambos os grupos cometeram quantidades de erros similares ao realizarem movimentos de reversão utilizando apenas o feedback intrínseco. Este achado poderia sugerir que o Sistema Nervoso não utiliza este tipo de informação para controlar os movimentos

Abstract: ln this study, we investigated the effect of the intrinsic feedback in the kinematic, kinetic and, eletromyographic (EMG) pattems in reversal movements of the armo This movements were performed in three angular distances (l08°, 126° and 144°) and in three spatial orientations (180°, 90° and 0°), by normal (NN) and Down Syndrorne (DS) individuaIs. The angular distances were defined based in the quantity of the elbow excursion. During the performance of the tasks, the subjects did not have the visual information of the armo To identify the correct quantity of the elbow excursion, the subjects had to associate the information provided ITom the goniometer placed on their joint with a visual information from ligths, which tumed on with the increase ofthe elbow excursion. Normal individuaIs showed a coupling between intrinsic (i. e. muscle activity, musc1e torque) and extrinsic (linear veIocity ofthe fingertip) variables. From the motor control point of view, this coupling reduces the number of the variables that the Central Nervous System (CNS) had to control during the execution ofmovements. This coupling between intrinsic and extrinsic variables was denominated here "Building Block Strategy". However, normal individuaIs modulated the EMG activities and the musc1e torques with an increase in the angular distance, according to the "Speed lnsensitive Hyphotesis" (Gottlieb et aI, 1989). DOVvTI syndrome individuaIs also were able to perfom the proposed task, however, they showed subtle differences in the manner they controled the movements. First, the coupling between intrinsic and extrinsic variables was less significant for this population. Second, they were 'unable to modulate the EMG activities and the musc1e torques with an increase in the angular distance as observed for the NN individuaIs. Third, this individuais showed co activation pattems of the agonist and antagonist muscles. ln this way, we can conc1ude that the conclude that the "Building Block Strategy" can not be considered an universal strategy to be applied to alI populations. Regarding the accuracy of the movements, both groups obtained similar quantities of error when performing reversal movements using just the intrinsic feedback. This found suggests that the CNS does not use this type of information to controI the movements
Data de Defesa: 03-05-2000
Código: vtls000196963
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2000
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Gil Lucio Almeida
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia
Nível: Dissertação (mestrado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Biologia Funcional e Molecular

Dono: admin
Criado: 24-08-2006 10:59
Visitas: 2775
Downloads: 97

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Marconi, Nádia Fernanda.pdfDocumento PDF7588 Kb(7770096 bytes)4 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download