Consultar: Faculdade de Educação Física - FEF

Título [Principal]: Da natureza do espaço ao espaço da natureza : reflexões sobre a relação corpo-natureza em parque publicos urbanos
Autor(es): Sandoval Villaverde
Palavras-chave [PT]:

Lazer , Parques de recreação , Homem - Influencia sobre a natureza , Corpo e mente , Politicas publicas - Brasil
Titulação: Mestre em Educação Física
Banca:
Heloisa Turini Bruhns [Orientador]
Antonio Carlos Bramante
Luiz Gonzaga Godoi Trigo
Resumo:
Resumo: O objetivo deste estudo foi investigar a experiência humana de lazer em parques públicos urbanos, enfocando as nuanças da vivência espacial, em particular a relação corpo-natureza. O estudo partiu da análise dessa experiência num parque público específico da Zona Distrital da cidade de Campinas (SP), o Parque Ecológico Prof. Hermógenes Freitas Leitão Filho, conhecido também como Parque do Lago. Optei neste estudo por uma pesquisa de natureza qualitativa, apoiando-se no referencial da análise cultural proposta por Geertz (1989). Utilizei, de uma forma combinada, dois recursos de captação de dados complementares entre si: observações e entrevistas. No concernente às observações realizadas, estas podem ser consideradas na linha da Observação Participante, enquanto as entrevistas foram semi-estruturadas do tipo tópica (Abramo, 1979). A realidade investigada mostrou existir diferenciadas motivações e formas de vivenciar a totalidade espacial do Parque, o que parece expressar a natureza híbrida da relação humana com o espaço, em especial aquele destinado ao lazer. No concernente às práticas de apropriação espacial que configuram a interação do corpo com o espaço do Parque, é possível apontar a prevalência da caminhada e da corrida, entre outras formas de comunicação corporal. Sob um determinado ângulo, e em relação a alguns freqüentadores, tanto a caminhada como a corrida podem ser associadas a uma obstinada busca pela boa forma e por um estado de boa saúde, atendendo, entre outras coisas, aos apelos freqüentes da chamada cultura de consumo. Neste sentido, considerando o número cada vez mais expressivo de pessoas que aderem à intensa rotina de manutenção da forma e condições de performance corporal, seja em clubes, nas academias, nos parques ou nas ruas da cidade, é possível remeter à metáfora do corpo como um projeto, um vir-a-ser. Um fenômeno a ser moldado, enfeitado e treinado como expressão de uma identidade individual. Por outro lado, o parque público urbano pode ser palco de vivências corporais menos compulsivas. Para muitos dos sujeitos entrevistados, a prática da caminhada ou da corrida nesses locais está vinculada a uma outra intenção, não seguindo simplesmente a lógica do "estar em atividade". Trata-se não somente de caminhar ou correr, mas de um vivenciar harmonioso do corpo e do espaço, onde a comunicação com outras pessoas e com outros elementos da natureza são aspectos importantes a serem levados em conta. A análise do Parque como um espaço público destinado ao lazer, permitiu evidenciar problemas que vão desde a sua incipiente inserção nas prioridades da administração municipal até o deficiente planejamento de suas configurações internas. Esta realidade aponta a ausência, especialmente na esfera municipal, de diretrizes políticas gerais comprometidas com o estabelecimento de políticas públicas setoriais qualificadas e atuantes. O l1ão estabelecimento dessa política pública setorial incide de forma marcante na estruturação e dinâmica administrativa de espaços públicos de lazer de forma geral, e dos parques urbanos em especial

Abstract: The objective of this study was to investigate the humane experience of leisure in public urban squares, focusing the nuances of the space existent, especially the relation body-nature. This study has started from the analysis of this experience in a specific public square of a District Zone of Campinas, a city in São Paulo, The Ecological Park "Prof. Hermógenes Freitas Leitão Filho", also known as "Parque do Lago" (The Lake Park). In this study, I opted for a qualitative-like research, basing it on the referral of the cultural analysis proposed by Geertz (1989). I used, in a combined way, two resources to collect information that are complementary between each other: observation and interviews. Regarding the observation performed, it can be considered as a Participant Observation line, whereas the interviews were semi-structured on the topic-like line (Abramo, 1979). The reality investigated showed the existence of different motivations and ways of living the space totality of the park, which seems to express the hybrid nature of the human relation with space, especially that one intended for leisure. Regarding the practices of space appropriation that form the interaction of the body with the space of the Park, it is possible to point out the predomination of walking and running, among other ways of body communication. From one point of view and in relation to some visitors, even walking or running can be associated with an obstinate search for a good body shape and for a state of good heath, attending, among other things, to the frequent appeals of the so-called consumption culture. This way, considering the meaningful number of people whojoin the intense routine of maintaining the good shape and the corporal performance conditions, even in clubs, in health clubs, in parks or on the streets of the city, it is possible to remember the metaphor of the body as a project, something that is still going to happen. A phenomenon to be molded, decorated and trained as an expression of an individual identity. On the other hand, the urban public park may be the place of a less compulsive way of life. For many of the interviewed people, walking or running in these places is connected to another intention, that doesn't simply follow the logic of "being in activity". Not only is it related to walking or running, but with an harmonic existence of the body and space as well, where the communication with other people and with other elements of nature is a very important aspect to be taken for granted. The analysis of the Park as a public space designated for leisure, permitted to evidence problems that range from its incipient insertion in the city's administration priorities to the faulty planning of its internal configurations. This reality points out, especially in the municipal field, the general political guidelines committed with the establishing of sectional public politics that are well-qualified and effective. The fact of not establishing this sectional public politic provokes a shocking result in the structure and administrative dynamic of the public spaces for leisure in a general way, and in urban parks in specific
Data de Defesa: 25-08-1999
Código: vtls000188557
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 1999
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Heloisa Turini Bruhns
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação Física
Nível: Dissertação (mestrado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Dono: admin
Criado: 17-08-2007 15:29
Visitas: 2538
Downloads: 176

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Villaverde, Sandoval.PDFDocumento PDF10446 Kb(10696687 bytes)5 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download