Consultar: Faculdade de Educação - FE

Título [Principal]: O brincar na pre-escola
Autor(es): Eliana Maria Magnani
Palavras-chave [PT]:

Pre-escolares , Aprendizagem , Jogos infantis ,
Titulação: Mestre em Educação
Banca:
Orly Zucatto Mantovani de Assis [Orientador]
Resumo:
Resumo: Pesquisas revelam que a escolarização da criança tem se constituído, na maioria das vezes, num grande obstáculo para que se respeite o direito de brincar, ou seja, as atividades mais desenvolvidas pelas crianças durante o tempo que permanecem na escola se restringem à leitura, à escrita e ao formal da matemática, sendo totalmente dirigidas pela professora, que acaba sempre impondo uma tarefa para todos. Em função desses dados e de um trabalho anterior desenvolvido em uma brinquedoteca em Maringá - PR, realizamos uma pesquisa de campo em doze pré-escolas públicas e particulares, o que corresponde a 10% do total. Procuramos verificar se as crianças brincam de maneira espontânea; como brincam; que materiais utilizam; se os adultos incentivam, dão apoio e participam das brincadeiras. Para efeito de comparação, foram observadas, ainda, duas escolas municipais (Emeis) da região de Campinas - SP, em virtude de estarem vinculadas ao Programa de Educação Infantil e de 1º Grau (PROEPRE). Os resultados obtidos confirmam a nossa hipótese de que a forma como é estruturada a educação pré-escolar nesta cidade não possibilita às crianças o exercício de suas atividades lúdicas. Em contrapartida, as Emeis desenvolvem um trabalho em que o lúdico é muito enfatizado, em qualquer situação. Diante dos dados, há urgência em se resgatar o brincar em todas as pré-escolas. Para tanto, faz-se necessário investir na formação do educador e na conscientização de toda a sociedade quanto à importância disso.

Abstract: Researches reveal that schooling has often represented a serious obstacle for the child to have his/her right to play respected or rather that the majority of the activities performed during schooltime are restricted to reading, writing, arithmetic and homework under the teacher’s total guidance. Based on these data and an earlier study on a toyshop in Maringá (State of Paraná – Brasil), we carried out na investigation in twelve private and public schools representing 10% of the total preschools in Maringá to verify whether the children play spontaneously; how they play; what materials they use; if the adults stimulate, support and participate with them in the plays. Two municipal schools of the region of Campinas (State of São Paulo), belonging to the Programa de Educação Infantil e de Primeiro Grau (PROEPRE – Infant and Elementary School Educational Program) were used as controls. The results confirmed our hypothesis that the way preschool education is structured in this city does not allow children to practice their ludic activities. On the other hand, it is well known that the control schools develop a work in which any kind of ludic activity is emphasized. It may be concluded that playing activity has to be recuperated in all preschools and that special educators must be prepared and the community made conscious of this urgency.
Data de Defesa: 1998
Código: vtls000134199
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data the Publicação: 1998
Local de Publicação: Campinas, SP
Co-Autor: Assis, Orly Zucatto Mantovani de
Orientador: Orly Zucatto Mantovani de Assis
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação
Nível: Dissertação (mestrado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Educação

Dono: admin
Criado: 17-03-2003 14:12
Visitas: 56409
Downloads: 10927

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Magnani, Eliana Maria_M.pdfDocumento PDF5128 Kb(5250915 bytes)3 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download