Consultar: Faculdade de Educação Física - FEF

Título [Principal]: As atividades ludicas e a criança com paralisia cerebral : o jogo, o brinquedo e a brincadeira no cotidiano da criança e da familia
Autor(es): Ligia Maria de Godoy Carvalho
Palavras-chave [PT]:

Deficiencia fisica , Paralisia cerebral nas crianças , Brinquedos , Jogos , Educação fisica , Terapia ocupacional
Titulação: Mestre em Educação Física
Banca:
Julio Romero Ferreira [Orientador]
Resumo:
Resumo: Este trabalho mostra uma discussão que tem como objetivo verificar a importância das atividades lúdicas no cotidiano da criança com paralisia cerebral, partindo dos seguintes pressupostos: as atividades lúdicas devem estar presente no cotidiano das crianças com paralisia cerebral; nas manifestações lúdicas do brinquedo, da brincadeira e do jogo, a criança com paralisia cerebral revela no seu cotidiano as suas características próprias de brincar e de se desenvolver; o brincar proporciona um contexto no qual a criança pode adquirir e desenvolver habilidades sociais e criar relações com os pais, irmãos e amigos. A metodologia é baseada numa pesquisa de campo que utiliza o questionário e a observação participante para a coleta de dados. A amostra é constituída por sete famílias, nas quais um de seus elementos sofre de paralisia cerebral. Os resultados mostraram que as atividades lúdicas ocorrem na rotina diária dessas crianças e são pré- estabelecidas pela sua família, sofrendo poucas mudanças ou variações dentro desta rotina. As crianças dependem muito, e principalmente de sua família no sentido do suprimento de suas necessidades físicas, de locomoção, de exploração de novos espaços e oportunidades. Em relação às manifestações lúdicas do brinquedo, da brincadeira e do jogo, verifica-se que: o brinquedo convencional não pode atender plenamente às necessidades das crianças com PC, principalmente aquelas com dificuldades motoras severas; nas brincadeiras predominam aquelas do "faz de conta" entre as crianças da fase pré-escolar. As brincadeiras são limitadas em decorrência da variação restrita dos seus tipos, do difícil acesso aos espaços físicos, falta de companheiros para brincar e pouco contato com outras crianças; os jogos se caracterizam como práticas individuais e o caráter de competição se estabelece entre a criança e a máquina, através do uso dos jogos de vídeo game e de microcomputadores, freqüentes entre estas crianças. A limitação física é uma condicionante para a escolha dos tipos de atividades lúdicas, sejam elas de jogo, brincadeira ou de brinquedo. Além disso, determina também dificuldades de acesso aos equipamentos sociais, impedindo a ampliação das suas relações sócio-culturais

Abstract: This issue displays a discussion which aim is to verify the importance of ludic activities in the daily life of a child with cerebral palsy, starting from; the ludic activities must be in the daily life of the children with cerebral palsy; in the ludic manifestations of the toys, of the plays and of the games the child with cerebral palsy shows in their daily life own characteristic in how to play and to develop themselves, the play bestows a context in which the kid can acquire and develop social abilities and create relationships with their parents, brothers and friends; The methodology is based on a research that uses the questionnaire and the participative observation for data collecting. The data are constituted by seven families, in which one of the members suffer from cerebral palsy. The results have shown that the ludic activities occur in the daily routine of these children and are pre-established by their family, suffering few changes or variations inside this routine. The kids are toa much dependent, and mainly they depend on their family in the sense of supplying their physical necessities, locomotion, exploration of new spaces and opportunities. Related to the ludic manifestations of the toys and the plays, it is verified that: the conventional toys cannot plainly attend the necessity of the kids with cerebral palsy, mainly the ones with motion difficulties; during the plays, the idea of "make believe" domains among the kids at the age of pre-elementary school. The plays are limited due to the narrow variation of their types, to the difficult access to physical space, lack of companion to play and little contact with other kids; the plays are characterized as individual practices and the kind of competition establishes between the kid and the machine, through the use of video-games and computers, very frequent among these kids. The physical limitation is a conditioner for the choice of the type of ludic activities, games, plays or toys. Moreover, it determines the difficulties of access to the social equipment, blocking the increasing if their cultural and social relations
Data de Defesa: 17-02-1998
Código: vtls000127534
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 1998
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Julio Romero Ferreira
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação Física
Nível: Dissertação (mestrado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Dono: admin
Criado: 24-08-2007 08:38
Visitas: 13588
Downloads: 842

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Carvalho, Lígia Maria de Godoy.pdfDocumento PDF10824 Kb(11084260 bytes)5 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download