Consultar: Faculdade de Ciências Médicas - FCM

Título [Principal]: Esquizofrenia e ansiedade : um estudo clinico sobre ansiedade em pacientes esquizofrenicos
Autor(es): Wulf Hermann Dittmar
Palavras-chave [PT]:

Psicose , Angustia , Psicopatologia
Titulação: Doutor em Saude Mental
Banca:
Paulo Dalgalarrondo [Orientador]
Resumo:
Resumo: É apresentado um estudo sobre a ansiedade em pacientes esquizofrênicos. Foi realizada uma observação transversal em 40 pacientes que preenchiam os critérios diagnósticos para a esquizofrenia segundo o DSM-IV, fora de surto agudo, e que estavam em acompanhamento clínico em quatro hospitais-dia do município de São Paulo. Foram incluídos pacientes de ambos os sexos, independentemente da idade, tempo de doença ou da medicação em uso. No protocolo de pesquisa foram investigadas as seguintes variáveis de estudo: 13) o estado de ansiedade (Escala de Ansiedade de Hamilton); 23) a categorização de uma desordem de ansiedade (critérios diagnósticos do DSM-IV); 33) a psicopatalogia (PANSS - Positive and Negativ Syndrome Scale); 43) o estado cognitivo (MMSE - Mini Mental State Examination); 53) sintomas depressivos (Escala de Calgary para a avaliação de depressão em pacientes esquizofrênicos); 63) a acatisia (Escala de Barnes para Acatisia); 73) efeitos colaterais devido ao uso de antipsicótico (Escala de Chouinard para a avaliação de efeitos colaterais da medicação neuroléptica); e 83) eventos biográficos recentes (uma versão reduzida da escala Holms-Rahe). Mediante a aplicação da Escala de Ansiedade de Hamilton, foram encontrados consistentes sinais e sintomas de ansiedade na maioria dos pacientes (média 14,0; s = 7,6). Nesta avaliação, em geral, houve um predomínio de sintomas psíquicos sobre os fisicos. Na maioria dos pacientes (52,5%) foi diagnostieada uma desordem de ansiedade (comorbidade), prevalecendo o pânico com e sem agorafobia (35%), a fobia social (27,5%), a ansiedade generalizada (27,5%), transtorno obsessivo-compulsivo (10%). Entre os pacientes com diagnósticos de desordem de ansiedade, a minoria (38%) tinha um diagnóstico único, sendo mais comum a descrição de mais de um diagnóstico. Os sintomas de ansiedade (estado de ansiedade) estão mais presentes entre os pacientes com o diagnóstico de esquizofrenia paranóide (295.30 - DSM-IV), sendo identificada a sua correlação com os sintomas positivos da escala P ANSS. No bloco de sintomas positivos foram encontradas correlações entre a ansiedade e os itens P6 (Desconfiança/perseguição) e P3 (Comportamento alucinatório). Os sintomas negativos não mostraram possuir particular correlação com os sintomas da ansiedade, mas também não inibem a sua manifestação. Na escala de psicopatologia geral foi encontrada uma correlação positiva entre a ansiedade e o item G16 (Esquiva Social Ativa). Os sintomas depressivos tiveram ampla sobreposição com os ansiosos, sendo que, na maioria dos casos (52%), estavam presentes na mesma proporção. O uso de medicação neuroléptica, por si só, não eleva os níveis de ansiedade, porém foi encontrada correlação positiva entre os seus efeitos colaterais e os níveis de ansiedade. Os pacientes que faziam uso de medicação benzodiazepínica apresentaram níveis significativamente mais baixos de ansiedade. Com exceção da ansiedade generalizada, mais freqüente entre os diagnósticos de esquizofrenia paranóide, as outra formas de desordem de ansiedade foram encontradas em igual freqüência entre os diferentes subtipos clínicos de esquizofrenia. É discutida a validade da comorbidade entre a esquizofrenia e as diferentes desordens de ansiedade, particularmente da fobia social, cujo componente delirante é inegável e que levanta dúvidas sobre a sua consistência diagnóstica

Abstract: A study on anxiety in schizophrenic patinets, envolving a cross sectional observation of 40 patients fulfilling the DSM-IV diagnostic criteria for schizophrenia, is reported. Theses patients were not in acute episode and the clinical follow-up was done in four day-hospitals in the municipality of São Paulo. Both sexes were included in the study, independently of age, time of disease, or mediaction being used. The variables included in the study's protocol were: I) anxiety state (Hamilton's Anxiety Scale); 2) categorization of an anxiety disorder (DSM-IV diagnostic criteria); 3) psychopathology (PANSS - Positive and Negative Syndrome Scale); 4) cognitive state (~1NSE - Mini Mental State Examination); 5) depressive symptoms (Calgary Scale for evaluation of depression in schizophrenic patients); 6) akathisia (Barnes Akathisia Rating Scale); 7) si de effects caused by the use of antipsychotic drug (Chouinard Scale for the evaluation of neuroleptic side effects); and 8) recent biographical events (a reduced version ofthe Holms-Rahe scale). Consistent anxiety signs and symptoms were found in most patients by using the Hamilton' s Anxiety Scale (mean = 14.0; sd = 7.6). Psychic symptoms prevailed over the physical symptoms. An anxiety disorder (comorbidity) was diagnosed in most patients (52.5%), the most prevalent being panic with and without agoraphobia (35%); social phobia (27.5%), general anxiety (27.5%), obsessive-compulsive disorder (10%). Among patients with anxiety disorder diagnosis, than a single diagnosis (38%) was less fTequent than the description of more than one diagnosis. The an.xiety symptoms (anxiety state) are more present in patients with diagnosis of paranoid schizophrenia (295.30 - DSM-IV), and their correlation with the positive symptoms of P ANSS scale was identified. Correlation between anxiety and items P6 (Suspiciousness/ persecution) and P:: (Hallucinatory behavior) were found in the block of positive symptoms. Nagative symptoms did not show any particular correlation with anxiety symtoms but did not inibit their manifestation. A positive correlation was round in general psychopathology between anxiety and iem Gl6 (Active social avoidance). There was a large overlapping between depressive and anxiety symptoms and in most cases (52%) they were present in the same proportion. The use of neuroleptic drugs, by itself, dose not increase the anxiety levels, but a positive correlation was found between their side effects and the anxiety levels. Patients using benzodiazepines had significantly lower anxiety levels. Exept for general anxiety, more fTequent among the paranoid schizophrenia diagnosis, the other forms of anxiety disorders were found with the same fTequency among the various schizophrenia subtypes, The validation of comorbidity between schizophrenia and various anxiety disorders is discussed, particulary in relation to social phobia where the delirious component is undiniable, raising doubts about its diagnostic consistency
Data de Defesa: 21-11-1997
Código: vtls000126244
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 1997
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Paulo Dalgalarrondo
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Ciências Médicas
Nível: Tese (doutorado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Saúde Mental

Dono: admin
Criado: 02-10-2008 10:37
Visitas: 2876
Downloads: 97

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Dittmar, Wulf Hermann.pdfDocumento PDF6532 Kb(6688964 bytes)3 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download