Consultar: Instituto de Biologia - IB

Título [Principal]: Comportamento alimentar de morcegos hematogafos ao atacar aves, cabrinos e suinos, em condições de cativeiro
Autor(es): Wilson Vieda
Palavras-chave [PT]:

Morcego hematofago - Comportamento , Animais - Alimentos , Animais domesticos - Comportamento , Morcego como transmissor de doenças
Titulação: Doutor em Ecologia
Banca:
Valdir Antonio Taddei [Orientador]
Resumo:
Resumo: O comportamento alimentar dos morcegos hematófagos ao atacarem galinhas, cabras e porcos e os efeitos da predação sobreas aves foram estudados em dois Morcegários: um em Campinas e outro em Botucatu. O primeiro possuía cinco viveiros de 2 m altura e 3 m x 3 m de lados, com armação de madeira e paredes teladas. O segundo era constituído de três viveiros de 2,5 m altura e 3 m x 3 m de lados, uma parede em alvenaria e três de tela. Havia em cada viveiro uma lâmpada vermelha de 15 w, três poleiros para aves e uma caixa-abrigo para morcegos. No início da noite, os morcegos saíam dos abrigos e voavam para os pousos noturnos, que eram utilizados antes e após a alimentação. Diaemus youngi vocaliza muito antes e durante a saída do abrigo, ao contrário de Desmodus rotundus e Diphylla ecaudata que são muito silenciosos. O tempo médio de permanência de um morcego junto às aves foi de 25 minutos em D. rotundus, 31 em D. youngi e 47 em D. ecaudata. A postura alimentar pendente foi a mais freqüentemente observada. Para sua adoção, o corpo da vítima foi o substrato de apoio mais usada por D. ecaudata e o poleiro, por D. rotundus e D. youngi....Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital

Abstract: The feeding behavior of vampire bats on birds, caprines and swines under captivity conditions The behavior of vampire bats when feed on chickens, goats and pigs and the effects of bat predation on poultry were studied in two bat houses in Campinas and Botucatu, State of São Paulo, southeastern Brazil. The bat house in Campinas had five flight cages (2 m high x 3 m wide x 3 m long), with a wooden structure and woven fencing wire walls, while in Botucatu there were three flight cages (2.5 m high x 3 m wide x 3 m long) with one brick wall and three wire fencing walls. In each flight cage there was a 15 w red lamp, three bird perches and a wooden box which served as day roosting site. Early in the evening, the bats left their shelters and flew to the night roosting places that were used before and after meals. Diaemus youngi constantly vocalizes prior to and upon leaving the day roost, unlike Desmodus rotundus and Diphylla ecaudata which are very silent. The mean time intervals during which bats used to stood next to individual birds were 25 minutes for D. Rotundus, 31 for D. Youngi ad 47 for D. ecauata...Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations
Data de Defesa: 1994
Código: vtls000075144
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 1994
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Valdir Antonio Taddei
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia
Nível: Tese (doutorado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Ecologia

Dono: admin
Criado: 11-07-2007 14:00
Visitas: 4350
Downloads: 113

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Uieda, Wilson.pdfDocumento PDF9367 Kb(9591336 bytes)4 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download