Consultar: Faculdade de Educação - FE

Título [PT]: Vandalismo
Autor(es): Heraldo Heder dos Santos
Palavras-chave [PT]:

Vandalismo na escola - Brasil, Violência escolar, Gestão democrática, Violência na cultura popular, Gestão educacional
Titulação: Especialização em Gestão Educacional
Resumo:
Com muita freqüência, a mídia tem divulgado notícias sobre violências e vandalismos nas escolas. A questão é muito séria e demanda reflexão, não podendo justificar a situação apenas como resultado da violência que se registra na sociedade, concluindo de maneira apressada e comodista que a escola reflete o contexto em que se insere. O vandalismo gratuito e sem rosto sai muito caro à sociedade. Há hoje no Brasil, nos mais variados ambientes públicos, o registro da dignidade humana, a lisura, a retidão, as ações e as orientações para a superação das dificuldades e limitações que qualquer sociedade apresenta. Há ainda a identificação diária da violência, do vandalismo explícito nos centros urbanos, resultando no aumento de crimes. O crime organizado, associado ao tráfico de drogas, lança os seus tentáculos sobre os jovens, sobre as crianças, mais vulneráveis, e alicia cada vez mais, participantes na rede do descaminho social. Nem é preciso falar do aumento da violência simbólica e verbal em que todos nós nos envolvemos, submetidos ao estresse da tensa e difícil dinâmica social. Sucumbir a esse ambiente corresponde a esquecer o papel educacional da escola na formação das crianças, de modo que possam enfrentar seu crescer individual e social em um mundo com desafios diferenciados e cada vez mais ameaçadores. Podem as escolas trabalhar para evitar ou diminuir as situações de violência, vandalismos em sua comunidade interna ou externamente? Meu trabalho como gestor não se resume somente em fazer cumprir as leis, os regulamentos, as decisões, os prazos determinados pela Secretária de Educação, mas sim transmitir aos professores e profissionais da escola as estratégias a serem adotadas para o desenvolvimento destes trabalhos e enfrentar situações adversas. Como a violência surge fora da escola, na ordem social e familiar, ao trabalharmos a cultura do repartir, doar, compartilhar, trocar, democratizar, justiça social, oportunidades iguais, deveres e direitos iguais, ética, noções de cidadania e o resgate dos valores, estamos com o uso da criatividade e da valorização da cultura, tomando posição assertiva na construção de amenizar as consequências da violência no ambiente escolar. No entanto, a cultura da paz não pode ser construída como um item independente, pois é necessário favorecer a justiça e construir a solidariedade. Temos que possuir a habilidade de escuta do outro, pois a cultura da violência está cada vez mais centrada nos distintos ambientes sociais, desde a família até ao Estado. Tenho me esforçado a cada dia para ser um gestor democrático, opinando e propondo medidas que melhorem os trabalhos na unidade escolar, promovam o sucesso da escola, fortaleçam a liderança administrativa e pedagógica visando à valorização e o desenvolvimento de todos na escola. É difícil blindar os alunos de situação de violência doméstica ou de vandalismo e agressão social. Quando os alunos experimentam a violência contra o seu bem escolar, seus trabalhos, seu espaço, seu direito de aprender, há uma tendência natural à desmotivação e evasão escolar, uma vez que eles não querem vivenciar uma violência a mais das que eles não crêem fazer parte de sua história e sua vida. Porém a nossa escola vem crescendo e conseguindo, desde o episódio do incêndio, que seus alunos obtenham maior desenvolvimento em seus estudos do que nos anos anteriores, sentindo mais satisfação e motivação na participação da vida escolar, conseguindo assim zerar índices de evasão, diminuindo a reprovação e a distorção de série-idade, melhorando os resultados continuamente. Meu objetivo neste memorial de formação é relatar atos de vandalismo ocorridos na escola em 2006, relacionando esta experiência a minha formação em gestão educacional.
Data de Defesa: 2009
Descrição:
Memorial de Formação apresentado ao Curso de Gestores em Exercício nos Municípios da Região Metropolitana de Campinas, para Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, como conclusão do Curso de Pós-Graduação em Gestão Educacional.
Código: 79610
Informações adicionais:
Memorial de Formação (Especialização) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação.

Dono: fe_rp
Criado: 06-11-2017 11:42
Visitas: 209
Downloads: 141

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Santos_HeraldoHederdos_TCC.pdfDocumento PDF1250 Kb(1279759 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download