Consultar: Estudos da Linguagem - IEL

Título [PT]: Italo Calvino e seus clássicos: um estudo de recepção
Autor(es): Thiago Lopes Araújo
Palavras-chave [PT]:

Ovídio, Lucrécio, Italo Calvino, lássico, Seis propostas para próximo milênio, Por que ler os Clássicos
Palavras-chave [EN]:
Ovid, Lucretius, Italo Calvino, Classical, Six memos for the next millennium, Why read the Classics
Titulação: Bacharelado em Linguística
Banca:
Isabella Tardin Cardoso [Orientador]
Resumo:
Resumo: Este estudo teve, como meta inicial, apreciar referências à Antiguidade Clássica presentes nas Seis Propostas para o próximo milênio de Italo Calvino. Mais especificamente o intuito foi, numa primeira etapa, analisar no capítulo “Leveza” do primeiro livro as passagens que tratam dos poetas latinos Públio Ovídio Nasão (Publius Ouidius Naso, 43 a.C. - 18? d.C.) e Tito Lucrécio Caro (Titus Lucretius Carus, 99 a.C. - 55 a.C.). Em seguida, propusemo-nos a observar referências a autores antigos presentes também na obra Por que ler os Clássicos de Italo Calvino. Ali consideramos o modo como o autor italiano trata, em capítulo dedicado à contiguidade universal, o poeta latino Públio Ovídio Nasão (Publius Ouidius Naso, 43 a.C. - 18? d.C.). Ao lidar com essa obra de Calvino, vamos, ainda, confrontar as diversas definições de “clássico” apresentadas por Calvino na introdução do referido livro com a de outros autores modernos, sobretudo de Jorges Luís Borges (1974) e Mario Citroni (2003), com o intuito de verificar de que maneira tais definições dialogam entre si. Como resultado, apresentamos breve reflexão sobre o modo como os referidos autores antigos são considerados clássicos na poética defendida por Italo Calvino.

Abstract: This study aimed, as its initial goal, to appreciate references to Classical Antiquity present in the "Six Memos for the next millennium" by Italo Calvino. More specifically, the intention was, in the first stage, to analyze, in particular in the chapter “Lightness”, those dealing with the Latin poets Ovid (Publius Ovidius Naso - 43 BC. -18? AD) and Lucretius (Titus Lucretius Carus , 99 BC - 55 BC). Next, we set out to observe references to ancient authors who are also present in the work "Why read the classics" by Italo Calvino. Here we consider the way in which the Italian author treats the Latin poet Ovid (Publius Ovidius Naso, 43 BC. - 18? AD). In dealing with Calvino´s work, we also confront the various definitions of "classical" presented by Calvino in the book with that of other modern authors, especially Jorge Luís Borges (1974) and Mario Citroni (2003), in order to verify how these definitions interact with each other. As a result, we present a brief reflection on the way in which Ovid and Lucretius are considered classic in the poetics defended by Italo Calvino.
Data de Defesa: 2017
Código: 79577

Dono: admin
Criado: 23-10-2017 10:39
Visitas: 254
Downloads: 295

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Araújo, Thiago Lopes.pdfDocumento PDF404 Kb(413679 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download