Consultar: Faculdade de Educação - FE

Titulo Principal: Os instrumentos científicos escolares nos livros didáticos e na legislação par ao ensino de física no Brasil de 1931-1960
Autor(es):

Maria Cristina de Senzi Zancul
Palavras-chave [PT]:
Livros didáticos, Física, Estudo e ensino
Titulação: Pós-doutorado
Resumo:
Sabemos hoje que, apesar dos cerca de 40 anos em que a área de Educação em Ciências vem crescendo aceleradamente no Brasil e no mundo, o ensino na educação básica apresenta inúmeros problemas, denunciando que a relação entre o progresso no desenvolvimento dos resultados de pesquisa e o ensino praticado nas escolas não é direta. Observando a situação de várias escolas, é possível constatar que as práticas de sala de aula não têm se alterado de forma significativa nos últimos anos. Mesmo com as diretrizes dos Parâmetros Curriculares Nacionais (BRASIL, 1998, 1999), consideradas por muitos pesquisadores como inovadoras, o ensino das disciplinas científicas aparentemente pouco tem se modificado a partir das sugestões propostas. Quando se tenta compreender as dificuldades associadas à qualidade de ensino é de grande relevância considerar fatores ligados tanto à formação de professores como às práticas escolares. No que tange à formação, pode-se apontar, principalmente, cursos de licenciatura de nível inadequado, distantes da realidade atualmente presente nas escolas hoje. Em relação às práticas, os problemas estão relacionados não apenas às condições de trabalho ruins, à organização e à extensão dos programas, mas também, aos baixos salários e à desvalorização social dos professores e do próprio conhecimento escolar. No entanto, um número considerável de investigações realizadas junto a professores em exercício evidencia que, em condições de produção mais favoráveis, os mesmos atores, alunos e professores, modificam significativamente sua atuação. Por outro lado, na Educação em Ciências, são crescentes os resultados de pesquisas em linhas tais como concepções alternativas, currículo, linguagens no ensino de Ciências, formação de professores, Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente, História da Ciência no Ensino de Ciências entre outras e, inclusive, alguns trabalhos que buscam compreender o próprio surgimento da área (NARDI E ALMEIDA, 2007, 2008). Outros tipos de investigações, que nos remetem a ocorrências anteriores ao surgimento da área, têm contribuído para o conhecimento da história do ensino das disciplinas da área de Ciências. Entre elas estão pesquisas que buscam estudar os instrumentos científicos antigos presentes nas escolas e o seu papel no ensino (MALAQUIAS, 2004; CHAMOUX, 2007; ZANCUL, 2008). Nesse trabalho, tomamos como referência os objetos que fazem parte do projeto "Coleção de instrumentos científicos antigos da Escola Estadual Bento de Abreu de Araraquara - EEBA". Por meio deste projeto, um conjunto significativo de objetos com cerca de 200 peças, encontradas amontoadas em armários inadequados e recobertas de poeira, vem sendo organizado, documentado e estudado como objeto e como fonte de pesquisa. Não foram localizados, na escola, documentos referentes à aquisição dos equipamentos e também não se sabe se, em algum momento, esses instrumentos foram utilizados e, caso tenham sido, de que maneira isso ocorreu. Nesse sentido, diante da escassez de documentação escrita sobre a produção e utilização destes aparelhos, o que podemos afirmar sobre a constituição e o uso de um acervo de instrumentos como o presente na EEBA? E principalmente, em se tratando da organização do acervo em uma escola, os instrumentos antigos devem ser utilizados no ensino atual? Podemos ensinar Ciências e Física com os chamados instrumentos antigos? Como os diferentes aparelhos e equipamentos tecnológicos presentes em muitas escolas poderiam contribuir para a compreensão dos conceitos científicos e da história da ciência e da técnica? Na busca de elementos para compreender como tais instrumentos puderam e podem ser pensados como recurso de ensino no passado e no presente, nos debruçamos sobre a legislação da época e analisamos alguns livros didáticos editados entre 1931 e 1960. O estudo teve como objetivo analisar aspectos de discursos referentes ao ensino de Física presentes na legislação oficial e em livros didáticos desse componente curricular, publicados no período de 1931 a 1960, nas suas possíveis relações com instrumentos de Física presentes na Escola Estadual Bento de Abreu de Araraquara.
Data de Defesa: 2010
Descrição:
Relatório final (pós-doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação
Código: 74568

Dono: fe_rp
Criado: 22-09-2017 10:11
Visitas: 233
Downloads: 164

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Zancul, Maria Cristina de Senzi_PD.pdfDocumento PDF7846 Kb(8034123 bytes)4 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download