Consultar: Estudos da Linguagem - IEL

Título [PT]: A semântica do acontecimento e a designação de cidadãos nos discursos presidenciais de Prudente de Moraes e Campos Sales: o caráter personalista e os deslizes no sentido
Autor(es): Isabel Cristina Rosa dos Santos
Palavras-chave [PT]:

Cidadãos, Concidadãos, República e civis
Palavras-chave [EN]:
Citizens, Fellow citizens, Republic and civilians
Titulação: Licenciado em Letras
Banca:
Sheila Elias de Oliveira [Orientador]
Resumo:
Resumo: Este trabalho busca compreender através da Semântica do Acontecimento a designação da palavra cidadão na enunciação dos dois primeiros presidentes civis do Brasil: Prudente de Moraes e Campos Sales. O intuito é compreender as especificidades desta palavra fundamental nas Repúblicas Ocidentais modernas na enunciação do Estado brasileiro, neste primeiro momento de governo republicano civil eleito diretamente. O corpus consiste dos discursos dos referidos Presidentes, contidos no livro Discursos e Mensagens,de Glezer e Souza e Manifestos e Mensagens, de Pinto. ASemântica do Acontecimento, de Guimarães (2002), constituiu o embasamento teórico. Esta teoria considera que sentido da palavra não é fixo, tampouco se reduz a um conceito ou definição; ele se constrói no enunciado, no texto que integra, na relação entre o acontecimento em que funciona e sua memória de enunciações. Foi considerado que a relação dos elementos linguísticos marcam operações enunciativas e colocam em relação o locutor com aquilo que ele fala. Foram utilizados recortes dos discursos dos referidos presidentes escolhidos segundo o critério da presença da palavra cidadão e suas predicações bem como das predicações recebidas pelas palavras República, Concidadãos, Pátria, Nação e demais substantivos que designam coletivamente oscidadãos. Como resultados,obteve-se: a co-ocorrência de ‘cidadão(s)’ e a cognata ‘concidadãos’; ambas designando ora a coletividade dos brasileiros ora grupos e indivíduos. Elas concorrem com outras palavras, que tendem a designar o todo: ‘Pátria’, ‘Brasil’, ‘(todos os) brasileiros’, ‘povo (brasileiro)’. Juntos, esses nomes (e suas predicações) significam uma identidade nacional em construção, na qual o sentido jurídico-político de ‘cidadão(s)/concidadãos’ fica enfraquecido. A palavra ‘República’, que predica indiretamente ‘cidadão(s)’, reiterada várias vezes, tem o seu sentido jurídico-político diluído nas predicações que significam a instabilidade do regime que designa pela necessidade de defesa e manutenção, e, por outro lado, sua instabilidade em sentidos administrativos.

Abstract: This paper seeks to understand through the semantics of the Event the designation of the word citizen in the enunciation of the first two civilian Presidents of Brazil: Prudente de Moraes and Campos Sales. The aim is to understand the specificities of this fundamental word in Western modern Republics in enunciation of the Brazilian State, at this first moment of republican civilian government democratically elected. The corpus consists of discourses of those Presidents, contained in Speeches and Messages, Glezer and Souza and Manifests and Messages, Pinto. The Semantics of the Event, Guimaraes (2002), formed the theoretical basis. This theory believes that sense of the word is not fixed, nor reduces to a concept or definition; it is built in, in the text that incorporates, in relation between the event in which it operates and its memory of enunciations. We believe that the relationship of linguistic elements mark operations proclamatory and put in relation with the speaker what he speaks. We used cutouts of discourses of those presidents chosen according to the criterion of the presence of the word 'citizen' and their predications as well as predications received by words Republic, fellow citizens, Homeland, Nation and other nouns that designate collectively the citizens. As results, we had: the co-occurrence of 'citizen(s)' and the cognate 'fellow'; both assigning or the collectivity of Brazilians or groups and individuals. They compete with other words, which tend to designate the whole: 'Homeland', 'Brazil', ' (all) Brazilians', 'people (Brazilian) '. Together, these names (and their predications) signify a national identity in construction, in which the legal sense-political 'citizen(s) /fellow citizens' is weakened. The word 'Republic', who preaches indirectly 'citizen(s) ', repeated several times, have your legal sense-diluted in political predications which signify the instability of the regime that designates the need for defense and maintenance, and, on the other hand, its instability in administrative directions.
Data de Defesa: 2013
Código: 58472

Dono: admin
Criado: 22-01-2015 10:52
Visitas: 801
Downloads: 1466

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Santos, Isabel Cristina Rosa dos.pdfDocumento PDF609 Kb(623733 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download