Consultar: Estudos da Linguagem - IEL

Título [PT]: “And then you stop”: a mortalidade em All over, seascape e three tall women, de Edward Albee
Autor(es): Esther Marinho Santana
Palavras-chave [PT]:

Literatura norte-americana, teatro moderno, Edward Albee, mortalidade, linguagem
Palavras-chave [EN]:
North-american literature, modern theatre, Edward Albee, mortality, language
Titulação: Licenciado em Letras
Banca:
Eric Mitchell Sabinson [Orientador]
Resumo:
Resumo: Talvez a questão mais significativa no drama de Edward Albee, a mortalidade é aquela que surpreende seus personagens ao escancarar-lhes a inevitabilidade da morte, que lhes devolve ao status de meros ossos perecíveis. A inexorabilidade do morrer é para tais vaidosos sujeitos, nessa medida, sinônimo de humilhação e de fracasso à resposta de seus caprichos e desejos pelo domínio de suas próprias existências; também mostrando-lhes, enfim, que seus finais serão idênticos aos finais de todas as criaturas vivas. Sentindo-se impotentes e carentes de unicidade, portanto, como manobra derradeira de escape à derrota, intentam tomar o controle por meio da linguagem, transformando-se em arquitetos verbais em busca do eterno e de uma identidade. Se o inconformismo é tão notável nos dramas iniciais do dramaturgo, logo acaba por se diluir em seus últimos trabalhos, delineando-se a indagação: seria a revolta um espelho de sua própria resistência à extinção, que gradualmente evapora?

Abstract: Possibly the most significant issue in Edward Albee’s drama, mortality is what astonishes his characters by setting the inevitability of death wide open before them, restoring them to the status of mere perishable bones. For these conceited subjects, the inexorability of dying is a synonym of humiliation and failure to the fulfillment of their whims and desires for the control of their own existences; also showing them, finally, that their ends will be identical to the ends of every living creature. Feeling powerless and devoid of uniqueness, as an ultimate escape maneuver, they try to take control by the use of language, turning themselves into verbal architects searching for eternity and for an identity. If the nonconformism is so prominent in the playwright’s initial dramas, soon it is dissolved in his latter works, making it possible to devise: could this resentment be a mirror of his own resistance to extinction, which gradually vanishes?
Data de Defesa: 2010
Código: 43999

Dono: admin
Criado: 01-04-2011 16:33
Visitas: 1423
Downloads: 1104

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Santana, Esther Marinho.pdfDocumento PDF310 Kb(317699 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download