Consultar: Faculdade de Educação - FE

Titulo Principal: A afetividade entre professor e aluno
Autor(es):

Rose Feitosa de Oliveira
Palavras-chave [PT]:
Trabalho de conclusão de curso, Memorial, Experiência de vida, Prática docente, Formação de professores.
Área de concentração: Programa Especial de Formação de Professores em Exercício
Titulação: Licenciatura em Pedagogia
Resumo:
Além disso, o que a tudo enfim me obriga é não poder mentir no que disser, porque, de feitos tais, por mais que diga mais me há de ficar inda por dize. Camões (1595) Optei por mudar o meu eixo a partir do momento que recebi o resumo expandido, tive a clareza que não desenvolveria a o eixo Brincar, pois não era essa, a minha experiência profissional, julguei importante contextualizar algumas situações relacionadas á presença da afetividade, focando a importância das relações afetivas entre o professor e o aluno,tanto na construção do conhecimento como na estruturação, de sua personalidade. No primeiro dia de aula do resumo expandido Memorial de Formação com o Professor Dr. Sergio Leite, ele pediu-nos para colocar no papel o que estávamos sentindo naquele momento sobre escrever o memorial eis o que surgiu: "Muito próxima Estou Mais ansiosa fico O que escreverei? Relembrar meus momentos Instantes que se foram Algo que ficou Lá no fundo do coração Dados importantes Estou a relembrar Fatos ocorridos Onde estudei Relembrarei a cada passo Mais viva estarei a cada momento A cada passo da chegada Criança eu serei Ao alcançar O diploma almejado." Rose Feitosa de Oliveira (21/8/2007). Após ler alguns textos fui amadurecendo minhas idéias, selecionando algumas, e tentando sanar dúvidas e encontrar respostas para algumas perguntas. Foi daí que surgiu escrever sobre afetividade “Na maior parte das vezes, lembrar não é viver, mas refazer, reconstruir, repensar,com imagens e idéias de hoje,as experiências do passado. A memória não é sonho,é trabalho. Bosi (1995) Pois quando comecei a reconstruir, a relembrar minha infância, a escola, percebi que sem minha experiência de hoje não conseguiria recordar o passado..Thomson fala de reconstruir nossa memória, de rememorar: (...) ao narrar uma história, identificamos o que pensamos que éramos no passado, quem pensamos que somos no presente e o que gostaríamos de ser. As histórias que relembramos não são representações exatas de nosso passado, mas trazem aspectos desse passado e os moldam para que se ajustem às nossas identidades e aspirações atuais. Assim podemos dizer que nossa identidade molda nossas reminiscências; quem acreditamos que somos no momento e o que queremos ser afetam o julgamos ter sido. (Thomson, 1997). Nesse memorial, pretendo, contar a minha história de vida, desde o meu nascimento, à minha prática docente que é a afetividade presente na relação professoraluno, procurando resgatar o desejo de aprender daqueles alunos com baixa auto-estima, ou com qualquer outro problema de aprendizagem, pois sempre observei que o afeto é muito importante na aprendizagem e principalmente na relação professor-aluno. A existência de um vinculo afetivo marca a sala de aula como um espaço em que a aprendizagem, descontração e cooperação, andam juntas. Existe também a necessidade de haver uma relação de confiança, de credibilidade mutua e até de cumplicidade entre educador e educando, pois dessa forma, devagar vai se possibilitando o resgate de auto-estima perdido. Comparei como realmente ocorre essa relação afetiva entre ambos, pois o conhecimento da vida cotidiana escolar é a melhor prova, como educadora que sou esse conhecimento só poderia ser possível através de muita convivência com as crianças e com o ambiente escolar, e procurando estabelecer vinculo de confiança entre as partes envolvidas. Começo este memorial do meu nascimento porque foi deste momento que tudo se iniciou. Desde criança queria ser professora, e fiz o Magistério, mas foi aos poucos que comecei a realmente me sentir como professora. No capitulo I falo da primeira infância, desde o nascimento até os quatro primeiros anos de minha escolarização, o então primário (1º a 4º) e o ginásio (5º a 8º), no capitulo II é sobre o Magistério. O trabalho docente será abordado no capitulo III, recordando desde quando entrei para a Educação Infantil até o presente momento, uma trajetória de l7 anos, com muitas realizações, conquistas e frustrações(muitas). E junto também minha relação afetiva com meus alunos, e a importância de estabelecer vínculos, construindo laços de confiança, de valorizar o trabalho dos alunos, e também conto um pouco sobre o meu trabalho.E concluído tento passar os meus conhecimentos que ficaram após seis semestres de curso e meu sentimento em relação ao memorial.
Descrição:
Memorial apresentado ao Curso de Pedagogia – Programa Especial de
Formação de Professores em Exercício nos Municípios da Região Metropolitana de Campinas, da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, como um dos pré-requisitos para conclusão da Licenciatura em Pedagogia.
Código: 41076
Informações adicionais:
Formandos 2008 - Turma J
CDD - 370.92

Dono: admin
Criado: 01-09-2010 09:30
Visitas: 1449
Downloads: 2085

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Oliveira_RoseFeitosa_TCC.pdfDocumento PDF219 Kb(223796 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download