Consultar: Faculdade de Educação - FE

Titulo Principal: Interdisciplinaridade: palavrão que faz bem
Autor(es):

Sandra Lopes Padilha David
Palavras-chave [PT]:
Trabalho de Conclusão de Curso; Memorial; Experiência de Vida; Prática Docente; Formação de Professores
Área de concentração: Programa de Formação de Professores em Exercício
Titulação: Licenciado em Pedagogia
Resumo:
Leciono na prefeitura municipal de Hortolândia e na rede estadual do estado de São Paulo, sou casada e tenho dois filhos (Ynae e Mateus). Nasci numa pequena cidade do Paraná, que não conheço, cresci em uma pequena cidade do interior de São Paulo, Braúna, onde passei toda a minha infância na creche. Nesta instituição fiquei até os doze anos de idade, pois minha casa localizava-se num local muito perigoso. A partir de certa idade, não me lembro bem qual, passei a ajudar a cuidar das outras crianças que também freqüentavam a creche, ajudava na escolinha e nas atividades da pré-escola e outras (trocar, dar banho, dar comida). Já no Ensino Fundamental freqüentei uma escola rígida e fundamentada no Ensino Tradicional, da qual me lembro muito pouco, sei que me alfabetizaram com a Cartilha Caminho Suave, que apanhávamos quando conversávamos e com certeza por esses motivos eu era uma criança, que na escola, era tímida e de poucas idéias, tanto que quando na adolescência me perguntavam o que eu gostaria de “ser”, respondia muitas coisas, menos professora, estava cansada de cuidar de crianças, já que na minha concepção, professora, só cuidava. Porém o destino sabe o que faz, e o magistério entrou em minha vida. Quando chegamos a Hortolândia, onde resido até hoje, estava na oitava série do Ensino Fundamental, no último bimestre, e na época perdia-se o vinculo com a escola quando se concluía o primeiro grau (atual Ensino Fundamental). Fiquei sem vaga na cidade, então busquei vaga na cidade vizinha, Monte Mor, mas só havia vaga no magistério, como não queria perder o ano letivo comecei a freqüentar. Adorei! O magistério me fez perceber que a minha timidez não era da minha personalidade e sim pela educação a qual recebi, também tirou a idéia de que professora só cuidava. Adquiri muito nos quatro anos de magistério, ganhei amizades maravilhosas e que nunca esquecerei. Mas não foi nestes quatro anos que a paixão por minha profissão floresceu. Hoje sou apaixonada pela minha profissão e acontece comigo exatamente o que poeticamente Freire (1996) escreveu: Ensino porque busco, por que indaguei, porque indago. Pesquiso para constatar, constando, intervenho, intervindo educo e me educo. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar ou anunciar a novidade (FREIRE, 1996, p.29). Iniciei o curso do PROESF (Programa Especial de Formação de Professores em Exercício) no ano de 2005, nunca imaginaria cursar o ensino superior na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), já que eu sabia de minhas limitações, talvez algo embutido pela educação que recebi. Hoje aluna da UNICAMP, absorvendo o máximo de conhecimento possível, tendo certeza de minha capacidade. Nesta procura por conhecimento é que encontrei a interdisciplinaridade e a transdisciplinaridade no primeiro semestre de 2006, com a disciplina Teoria Pedagógica e Produção em Matemática, ministrada pela AP. (Assistente Pedagógica) Marilac Nogueira que me apresentou o termo interdisciplinaridade e seu significado de forma bem simples, fezme sentir uma grande vontade de saber mais sobre o assunto e a pesquisar para constatar como Paulo Freire (1996) diz: “Não há ensino sem pesquisa e pesquisa sem ensino. Esses que - fazeres se encontram um no corpo do outro. Enquanto ensino continuo buscando, reprocurando.” (FREIRE, p.29, 1996). Pesquisando, constatei que a interdisciplinaridade não é apenas uma forma de trabalhar, mas sim um estilo de vida, que leva os professores (as) a mudar a visão limitada de seus alunos. Fortalecendo-me com seus conhecimentos e baseando-me em suas idéias, faço um diálogo com Fazenda (1991 e 1995) e seus coordenados sobre a interdisciplinaridade e a transdisciplinaridade, também interajo com outros autores como Freire (1996), Alves e Garcia (2000), Perissé (2004), Araújo (2003), dentre outros. Com esta novidade eou conhecimento que adquiri, pesquisando e intervindo, venho anunciar as experiências por mim vividas, buscando entender melhor, como uma retrospectiva de minha formação pode assentar estes conhecimentos para então, recomeçar as buscas por mais conhecimentos, pesquisar e intervir na minha vida e profissão, pois em todo ou qualquer momento somos passíveis de mudanças.
Data de Defesa: 2008
Descrição:
Memorial de Conclusão de Curso apresentado como um dos pré-requisitos para conclusão da Licenciatura em Pedagogia- Programa Especial de Formação para Professores em Exercício (Proesf) da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas.
Código: 36406

Dono: fe_nb
Criado: 05-08-2009 14:17
Visitas: 722
Downloads: 1472

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
David_SandraLopesPadilha_TCC.pdfDocumento PDF993 Kb(1016585 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download