Consultar: Faculdade de Educação - FE

Titulo Principal: A importância do lúdico no aprendizado
Autor(es):

Raquel Spigolon
Palavras-chave [PT]:
Trabalho de conclusão de curso, Memorial, Experiência de vida, Prática docente, Formação de professores.
Área de concentração: Programa Especial de Formação de Professores em Exercício
Titulação: Licenciatura em Pedagogia
Resumo:
Ao longo de nossa vida vamos desconstruindo e construindo conceitos, pois a vida nos proporciona vivências, muitas vezes, inesperadas. Pretendo contar neste Memorial um pouco da minha vida pessoal, meus anseios e dúvidas em relação a minha profissão e o meu aprimoramento enquanto educadora, buscando respostas através de reflexões baseadas na minha prática, na minha experiência de vida e nas teorias pesquisadas e estudadas neste curso de graduação, sobre este tão envolvente tema, que tem a ver com formas mais significativas de ensinar e aprender, visando a formação integral dos indivíduos, pois quando a aprendizagem é prazerosa e desafiadora, é muito mais significativa. “Muito se tem falado sobre o sofrimento de ser professor. Eu, que ando sempre na direção oposta e acredito que a verdade se encontra no avesso das coisas, quero falar sobre o contrário: a alegria de ser professor, pois o sofrimento de se ser um professor é semelhante ao sofrimento das dores de parto: a mãe aceita e logo dele se esquece, pela alegria de dar à luz um filho.” (ALVES, 2000, p. 9 ). No primeiro capítulo conto um pouco da minha da minha infância, do sonho de ser professora, das dúvidas quanto à escolha da profissão até chegar ao PROESF (Programa Especial de Formação de Professores em Exercício) Em seguida, no capítulo, dois descrevo um pouco do primeiro contato que tive com crianças de periferia, enquanto educadora. A partir do pressuposto elucidado neste capítulo, resolvi pesquisar mais profundamente como o lúdico, que compreende o brincar e o jogar, pode auxiliar no processo de aprendizagem das crianças. No capítulo três são abordadas algumas questões relacionadas ao brincar e ao jogar no ambiente escolar e a importância do brincar livre e do brincar dirigido neste espaço de educação formal. De acordo com Lev. S. Vygotsky e Jean Piaget a construção do conhecimento se dá de forma inversa, assunto este que é sucintamente abordado no capítulo quatro. Neste mesmo capítulo resolvi expor a visão de dois autores, Leontiev e Piaget, a respeito da classificação dos jogos. No capítulo cinco abordo a questão da disponibilidade de recursos e materiais para o brincar e também as intenções que podem estar implícitas nos brinquedos afim de promover o consumo desenfreado destes produtos, atendendo ao mercado capitalista ou de simplesmente preparar as crianças para o mundo adulto, incutindo nelas desde cedo a prática de atividades que deverão exercer na idade adulta. Atualmente, as crianças são muitas vezes privadas de vivenciar a infância, tanto as mais pobres quanto as mais ricas, este assunto está no sexto capítulo, “O furto do lúdico”. Relacionado a este tema estão também as questões do tempo e do espaço para vivência deste lúdico. Até que ponto os livros didáticos trazem implicitamente a ideologia dominante? Procurei responder esta questão no capítulo sete, já que este recurso didático é utilizado por muitos educadores, às vezes, como único recurso e porque foi um deles que me despertou para a utilização de jogos e brincadeiras em sala de aula. Os educadores que decidem trabalhar com o lúdico têm que enfrentar certos desafios, entre eles a resistência de alguns pais em aceitar este tipo de atividades na escola, esta questão é discutida no capítulo oito. No nono capítulo, escrevo um pouco sobre jogos tradicionais e jogos pedagógicos, ambos amplamente utilizados nas escolas, auxiliando significativamente na aprendizagem dos educandos. Como todas as atividades humanas são permeadas pela afetividade, no último capítulo é feito um paralelo entre esta e a cognição, já que no meu entender, e na visão de diversos autores, como Jean Piaget, Lev Semenovich Vygotsky, e Henri Wallon, são processos indissociáveis.
Data de Defesa: 2005
Descrição:
Memorial apresentado ao Curso de Pedagogia – Programa Especial de
Formação de Professores em Exercício nos Municípios da Região Metropolitana de Campinas, da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, como um dos pré-requisitos para conclusão da Licenciatura em Pedagogia.
Código: 20805
Informações adicionais:
Formandos 2005 - Turma G
CDD - 370.92

Dono: admin
Criado: 26-04-2007 13:49
Visitas: 2012
Downloads: 21951

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Spigolon_Raquel_TCC.pdfDocumento PDF157 Kb(160347 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download