Consultar: Faculdade de Educação - FE

Título [PT]: Memória, formação e prática
Autor(es): Juliana Spessotto de França
Palavras-chave [PT]:

Trabalho de conclusão de curso, Memorial, Experiência de vida, Prática docente, Formação de professores.
Área de concentração: Programa Especial de Formação de Professores em Exercício
Titulação: Licenciatura em Pedagogia
Resumo:
Este Memorial tem como objetivo a análise da trajetória do meu trabalho com a educação de jovens e adultos, buscando fazer reflexões sobre a prática, relacionando conhecimentos adquiridos e situações vivenciadas durante o curso de Pedagogia. A EJA (educação de jovens e adultos) é um campo que está se firmando de maneira muito intensa com sua especificidade, apesar de ainda ser vista por muitos como aquele lugar onde é jogado tudo que não presta e que pode ser reciclado com algum curso ou apenas a boa vontade dos educadores. Muitos professores a vêem como um “bico”, com uma jornada menor e um salário razoável sem se dar conta da importância social deste trabalho. A educação de jovens e adultos nasceu ignorada pela teoria pedagógica escolar e pela estrutura fundamental da educação básica. Hoje essa visão vem se transformando e a EJA tem sido cada vez mais valorizada. Quem trabalha com EJA não atende pessoas “desencantadas” com a educação – que não puderam ou não conseguiram completar o ensino regular – mas sujeitos que chegam carregando saberes, vivências, culturas, valores, visões de mundo e de trabalho, que têm que ser valorizado e aproveitado. Partindo da reconstituição da história da educação de adultos, busco compreender e repensar esta modalidade a partir de novas perspectivas em nosso tempo e refletir sobre a necessidade de reformulações pedagógicas, políticas e metodológicas. A história da Educação mostra que, desde que a escola adquiriu seus contornos atuais, houve um prejuízo na dimensão afetiva da ação pedagógica, o que se tornou mais acentuada na chamada era pós-moderna. “A educação moderna está em crise, porque não é humanizada, separa o pensador do conhecimento, o professor da matéria, o aluno da escola, enfim, separa o sujeito do objeto”.(CURY, 2003, p. 139). Na própria história da Psicologia, as dimensões cognitiva e afetiva da dinâmica da personalidade do indivíduo tenderam a ser tratadas de forma separada. Atualmente, entretanto, percebe-se uma tendência de reunião dessas duas dimensões, numa tentativa de recomposição do ser humano completo. Diante de tudo isso, tem havido um apelo entre psicólogos e educadores no sentido de humanizar o conhecimento (e os próprios mestres) com o intuito de se desenvolver, paralelamente ao aspecto cognitivo, também o afetivo. Os estudos históricos culturais nos apresentam que a construção do conhecimento se dá a partir de um processo constituído no plano das relações sociais, que o desenvolvimento da inteligência, em grande parte, é função do meio social. Na escola, como uma instância social, o indivíduo está completo, inteiro, não podendo então se negar, subestimar ou suprimir a presença das relações afetivas em suas atividades. As ações educativas são estabelecidas através do envolvimento de vários sujeitos, mas, a relação professor-aluno talvez seja a mais significativa e fundamental deste processo. Para isso é necessário que se conheça bem esses educandos, as suas necessidades e especificidades. Para a viabilidade de todas as idéias e teorias a respeito das relações afetivas dentro da escola, é necessário atentar-se para a maneira como é desenvolvida esta questão ao longo da formação e prática dos educadores. O exercício da docência na educação de jovens e adultos exige uma profissionalização cada vez mais qualificada para uma atividade que apresenta características especiais, representadas por ações diferenciadas.
Data de Defesa: 2005
Descrição:
Memorial apresentado ao Curso de Pedagogia – Programa Especial de
Formação de Professores em Exercício nos Municípios da Região Metropolitana de Campinas, da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, como um dos pré-requisitos para conclusão da Licenciatura em Pedagogia.
Código: 20570
Informações adicionais:
Formandos 2005 - Turma C
CDD - 370.92

Dono: admin
Criado: 23-04-2007 13:40
Visitas: 902
Downloads: 1839

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
França_JulianaSpessottode_TCC.pdfDocumento PDF111 Kb(113770 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download