Consultar: Faculdade de Educação - FE

Título [PT]: As competências socioemocionais na primeira infância : revisão de artigos sobre programas de intervenção
Autor(es): Caroline Ribeiro Ferreira
Palavras-chave [PT]:

Competencias, Emoções , Educação pré-escolar, Intervenção pedagogica
Resumo:
Resumo: As competências socioemocionais têm sido definidas como habilidades de gerir comportamentos, pensamentos, sentimentos e valores, nas relações intra e interpessoais, e contribuem para uma melhor adaptação no cotidiano, na qualidade das relações e na realização de desafios. O objetivo desta pesquisa do tipo estado do conhecimento é realizar um levantamento bibliográfico de artigos que abordam programas de intervenção escolar que visam o desenvolvimento de habilidades socioemocionais na primeira infância, em idade pré- escolar (crianças entre 3 e 6 anos). Para este foco, foi realizado o evantamento de artigos acadêmicos nas principais bases de dados, nos idiomas português, Inglês e Espanhol, publicados entre os anos 2000 e 2018. Por meio de busca avançada com o uso da combinação de descritores nos três idiomas relacionados ao objetivo desse estudo foram identificados 129 artigos, sendo que 39 foram selecionados como estando dentro do recorte para esta pesquisa. Dentre as publicações, 35 artigos estão em Inglês, dois em Português, e outros dois em Espanhol; as publicações cresceram no decorrer dos anos, sendo que em 2011 atingiu seu topo, com seis artigos publicados. Em relação às categorias de competências mais encontradas nos artigos, estão as denominadas Processos emocionais; Habilidades sociais/interpessoais; e Regulação Cognitiva, presentes em 27, 19 e 19 artigos, respectivamente. A análise indicou que dentre os 39 programas de intervenção estudados, 29 declararam ter resultados positivos no sentido do avanço das competências/habilidades avaliadas após as intervenções, dentre esses, 16 artigos em direção à categoria Processos Emocionais; sete, à Habilidades Sociais e Interpessoais; e dez apontaram melhora nas competências relativas à Regulação Cognitiva. Entretanto, dentre os resultados positivos apresentados, questiona-se quais de fato puderam avaliar se o desenvolvimento de competências socioemocionais estavam promovendo melhora nas relações das crianças frente aos desafios do cotidiano escolar já que muitos não apresentam informações suficientes com relação à estrutura do programa e mesmo a forma de avaliação. Quanto à estrutura dos programas, 23 artigos não apresentaram informações suficientes sobre o programa, como por exemplo, duração da intervenção nas escolas, quantidade de aulas ministradas, tempo médio de cada aula. Apenas um artigo destaca-se por envolver o maior número de participantes, dentre diferentes grupos de atores da escola, como alunos, professores, agentes do programa, pais e membros das comunidades. No aspecto avaliativo, em 17 foram aplicados testes ou questionários com escalas; seis usaram entrevistas; sete fizeram uso de observação e cinco trabalhos escolheram avaliar por meio de atividades lúdicas em sala de aula. Os instrumentos de avaliação na maior parte das vezes empregados não permitem ver se efetivamente há transformação nas ações dos alunos e também pouco trazem a perspectiva dos diversos integrantes da escola, como professores e alunos. Recomenda-se que pesquisas de campo sejam feitas no futuro, para examinar tais questões, principalmente na investigação do quanto estes programas estão promovendo melhoras na gestão de comportamentos, pensamentos, sentimentos e valores, nas relações intra e interpessoais, na adaptação ao cotidiano, na qualidade das relações e na realização de desafios pelas crianças Abstract

Abstract: Social-emotional skills have been defined as abilities to manage behaviors, thoughts, feelings and values, in intra and interpersonal relationships, and contribute to a better adaptation in daily life, the quality of relationships and the achievement of challenges. The purpose of this state-of-the-art research is to carry out a literature review of articles that address school intervention programs aimed at the development of socio-emotional skills in early childhood, pre-school age (children between 3 and 6 years old). For this focus, a survey of academic articles was conducted in the main Portuguese, English and Spanish databases published between 2000 and 2018. Through advanced search using the combination of descriptors in the three languages related to the objective of this study, it was identified 129 articles, from which 39 were selected as being within the clipping for this research. Among the publications, 35 articles are in english, two in Portuguese, and two in Spanish; the publications grew over the years, and in 2011 reached its top, with six articles published. In relation to the categories of competences most found in the articles, there are the denominated Emotional processes; Social / interpersonal skills; and Cognitive Regulation, present in 27, 19 and 19 articles, respectively. The analysis indicated that from the 39 intervention programs studied, 29 reported positive results in terms of the advance of skills / abilities evaluated after the interventions, among them, 16 articles towards the category Emotional Processes; seven, to social and Interpersonal Skills; and ten showed na improvement in the competences related to Cognitive Regulation. However, among the positive results presented, it is questioned whether they were able to assess whether the development of socio-emotional competencies was promoting improvement in children's relationships to the challenges of daily school life, since many did not present suficiente information regarding the structure of the program and even the form of evaluation. As forthe structure of the programs, 23 articles did not present sufficient information about the program, for example, intervention's duration, number of classes taught, average time of each class. Only one article stands out because it involves the largest number of articipants,among different groups of school's members, such as students, teachers, program agents, parents and community members. In the evaluation aspect, it was applied tests or questionnaires with scales in 17 programs by; six used interviews; seven made an observation and five works chose to evaluate through play activities in the classroom. The evaluation instruments most often employed do not allow to see if there is indeed a transformation in the actions of the students and also little bring the perspective of the various school's members, like teachers and students. It is recommended that field research be done in the future to examine such questions, especially in the investigation of how these programs are promoting improvements in behavior management, thoughts, feelings and values, in intra and interpersonal relationships, in daily quality of relationships and the challenge of children
Código: 001080675
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2018
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Telma Pileggi Vinha
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Educação
Nível: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)
UNICAMP:

Dono: fe_rp
Criado: 21-03-2019 10:38
Visitas: 62
Downloads: 52

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Ferreira, Caroline Ribeiro_TCC.pdfDocumento PDF1539 Kb(1575893 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download