Consultar: Faculdade de Educação - FE

Título [PT]: Planejando a convivência : analisando as contribuições de uma proposta de intervenção em escola pública
Autor(es): Thalita de Souza Dourado
Palavras-chave [PT]:

Registro escolar, Conflitos interpessoais, Convivência, Formação de professores
Resumo:
Resumo Os conflitos interpessoais e os problemas de convivência têm sido alguns dos principais problemas enfrentados pelos educadores das escolas. Diante desse cenário, foi desenvolvido um estudo por uma equipe de pesquisadores que teve como objetivo a melhoria da convivência escolar e a mediação de conflitos em duas escolas públicas por meio da elaboração e desenvolvimento de um programa de formação dos educadores que atuam nas séries finais do Ensino Fundamental. O presente trabalho é parte dessa pesquisa maior e teve como objetivo investigar, por meio da análise dos registros de ocorrências disciplinares, se há mudanças na forma como a escola compreende e lida com os conflitos interpessoais a partir da vivência dessa proposta de intervenção formativa. Trata-se de um estudo de caso, documental e comparativo. Foram analisados a quantidade, os conteúdos e as ações tomadas pela escola para lidar com os conflitos interpessoais contidas nos registros de ocorrência de duas classes de ensino fundamental, tanto no ano anterior ao desenvolvimento da proposta de intervenção formativa , no qual as turmas estavam no 7° e 8° ano, quanto ao final, quando as turmas já estavam no 8° e 9° ano respectivamente. As análises foram qualitativas e quantitativas. Na primeira análise realizada nos livros de ocorrências referentes ao ano anterior à proposta de intervenção constatou-se um alto índice de conflitos entre os alunos e autoridades da escola, à situações de incivilidade, descumprimento de regras da instituição,conflito entre pares e dano ao patrimônio. No que se refere à maneira da escola intervir nesses problemas, evidenciou-se que o próprio registro no livro era a estratégia de intervenção mais usada, estando também presente a prática de advertência, suspensões, encaminhar os envolvidos à direção e a convocação dos responsáveis. O livro de ocorrências parecia ser usado como um mecanismo de sanção diante dos problemas de convivência, que poderia disparar essas outras medidas de intervenção como as que foram citadas. No ano de 2015, após 10 meses de desenvolvimento do projeto de intervenção, o número de registros de conflitos reduziu expressivamente, mostrando que ao invés de procedimentos expiatórios, diante dos problemas de convivência os profissionais da escola passaram a utilizar mais a mediação e o diálogo, reduzindo a frequência em que ocorriam e auxiliando no emprego de estratégias mais assertivas pelos envolvidos. Esses resultados indicam que uma proposta de intervenção nessa área focada na formação de professores e na reflexão sobre a práxis contribui para transformar a forma como os profissionais da escola compreendem e lidam com os conflitos favorecendo a construção de relações mais respeitosas e cooperativas. Palavras-chave: Registros Escolares; Conflitos Interpessoais; Projeto de Convivência; Formação de Professor
Código: 000962528
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2015
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Telma Pileggi Vinha

Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Educação
Nível: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)
UNICAMP:

Dono: fe_rp
Criado: 14-03-2016 09:57
Visitas: 296
Downloads: 189

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Dourado_ThalitadeSouza_TCC.pdfDocumento PDF1565 Kb(1603033 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download