Consultar: Faculdade de Educação - FE

Título [PT]: A criança surda na educação infantil e a produção de cultur ano processo de inclusão : o que muda ou cala?
Autor(es): Maria Alice Castro Possidente
Palavras-chave [PT]:

Exclusão, Inclusão, Cultura infantil, Surdez , Educação infantil, Identidade
Resumo:
Resumo: A educação dos surdos é marcada historicamente pela exclusão, pois, de forma geral, ela foi - e ainda tem sido - pensada a partir de uma concepção ouvinte de educação. Neste sentido, os surdos são considerados pelos ouvintes como dependentes destes, por estarem fora do ?padrão de normalidade? co nstruído pelos ouvintes. De acordo com Skliar (1998), as dicotomias presentes entre surdos e ouvintes têm como consequência uma relação desigual de poder e de saber entre eles. Essa mesma relação pode ser observada na relação criança-adulto, pois conforme os estudos realizados por Faria e Finco (2011), Qvortrup (2010, 2011), Corsaro (2011), entre outros, a criança é concebida pelo adulto como um sujeito dependente dele e, portanto, submetida aos interesses adultos. Neste sentido, a criança surda - foco desta pesquisa -, acaba sendo duplamente excluída nessa lógica ?ouvinte-adultocêntrica?. Assim, tensionamos a inserção da criança surda na escola regular, procurando conhecer mais detalhadamente como as relações criança-criança e criança-adulto e a produção de cultura infantil se constroem para que o processo de ?inclusão escolar? se efetive. Este trabalho é de cunho etnográfico, baseando-se nas ideias de Ludke e André (1986) e Viégas (2007), utiliza-se da abordagem qualitativa. Foi r ealizado por meio da observação participante, a partir de um estudo de caso feito em uma pré-escola pública do município de Jundiaí. As observações ocorreram de abril a dezembro de 2014 em uma turma de crianças de 4 anos, onde havia um menino surdo. Tais observações foram registradas em um diário de campo. Além disso, foram realizadas entrevistas com as pessoas envolvidas no processo chamado de inclusão, tais como professores, familiares, profissionais da instituição de apoio e profissional responsável pelo Atendimento Educacional Especializado. Os dados foram analisados a partir de núcleos de significação (AGUIAR; OZELLA, 2013), que permitiram perceber que a educação da criança surda na escola regular ainda é submetida à lógica ouvinte, e os sentimentos e desejos da criança surda, que é o principal sujeito deste processo de ?inclusão?, nem sempre são levados em consideração, confirmando a hipótese de que a criança surda é duplamente excluída
Código: 000944200
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2014
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Heloisa Andreia de Matos Lins
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Educação
Nível: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)
UNICAMP:

Dono: fe_rp
Criado: 12-05-2015 16:51
Visitas: 397
Downloads: 4744

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Possidente, Maria Alice Castro_TCC.pdfDocumento PDF955 Kb(978056 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download