Consultar: Faculdade de Educação - FE

Título [PT]: As concepções de infância nas letras de Rap
Autor(es): Renata Carolina Casagrande
Palavras-chave [PT]:

Infância , Rap (Música), Produção cultural
Resumo:
Resumo: Nas décadas de 80 e 90 surgiu nos Estados Unidos um movimento que invadiu as periferias do país e se espalhou pelas periferias de todo o mundo, principalmente no Brasil. Em São Paulo o movimento Hip Hop ganhou força como voz de uma juventude marginalizada e que através do dele denuncia as injustiças sociais que vivem. Dos quatro elementos que compõe o Hip Hop (rap, break, graffite e DJ) o RAP se destaca no Brasil. Aqui o acrônimo RAP-?Rithm and Poetry? ganhou um novo significado: Revolução através das Palavras. Nesse sentido, o RAP se consagrou, principalmente, em São Paulo como um importante canal de protesto e voz da juventude das periferias da cidade. Dentre as muitas questões que o RAP trata em seus versos, percebi que a infância é uma delas, sendo ela tratada, na maioria das vezes, de maneira muito idealizada. Sendo assim, vi que estes versos carregavam consigo uma concepção de infância. Neste sentido, o presente trabalho busca identificar como se formou a história da concepção da infância , ressaltando a infância brasileira para então relacionar com as perspectivas da infância descritas nas letras de rap. A concepção de infância não é estática e, portanto, foi construída social e historicamente. Desde o Século XVII ela vem se reconfigurando partindo do seu reconhecimento (pelas suas especificidades e diferenças em relação aos adultos) até a aquisição de direitos, uma legislação específica que os protegem e sua constituição enquanto pertencentes ao mercado consumidor nos dias atuais. Assim, fiz um levantamento bibliográfico sobre o histórico de concepção de infância no Ocidente , focando a formação da concepção que se formou no Brasil. Utilizei como base teórica, as contribuições, sobre a história da concepção de infância , de Philipe Ariès, Peter N. Stearns e Neil Postman. A base teórico-metodológica para seleção e análise das músicas foi a partir de ?Análise de Conteúdo?, tratadas por Laurence Bardin, utilizando critérios de seleção como: identificar nos versos algum aspecto que nos sugere um imaginário em relação à infância e como esta é tratada na música. A partir disso busquei músicas que trazem o tema da infância como central em sua letra. Racionais Mc?s e Facção Central foram os grupos escolhidos, com as músicas: ?Fim de semana no Parque? do álbum ? Raio X do Brasil - Racionais Mc?s (1993) e ?Eu não pedi pra nascer? do álbum ?Diretamente do campo de extermínio? - Facção Central (2003). Ambas trazem a temática da infância como o fio condutor da história da experiência de vida das crianças na periferia. Além disso, trazem alguns paralelos, no enredo dessas histórias, que comparam a infância na periferia com a infância das classes médias ou até das classes mais abastadas, e a partir daí construi minha análise
Código: 000944187
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2014
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Ana Luiza Bustamante Smolka
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Educação
Nível: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)
UNICAMP:

Dono: fe_rp
Criado: 13-05-2015 10:06
Visitas: 650
Downloads: 1285

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Casagrande_RenataCarolina_TCC.pdfDocumento PDF483 Kb(494818 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download