Consultar: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas - IFCH

Título [PT]: A inserção da sociologia no ensino médio e a formação de professores de sociologia nas universidades estaduais paulistas após a Lei 11.684/2008
Autor(es): Cinthia Cristina Dos Santos
Palavras-chave [PT]:

Sociologia , Ensino médio, Formação de professores - Brasil
Banca:
Angela Maria Carneiro Araújo [Orientador]
Resumo:
Resumo: A sociologia se tornou obrigatória nos três anos do ensino médio apenas em 2008, depois de um longo histórico de idas e vindas da disciplina no colegial, no magistério, desde o início da República até os dias atuais. Essa recente reinserção da sociologia no ensino médio abre espaço tanto para análises sociológicas da escola quanto para o estudo de práticas pedagógicas relacionadas ao ensino de sociologia dentro de determinado contexto educacional brasileiro. O que pode nos dar indícios, cada vez mais sólidos, conforme esse espaço seja preenchido, sobre uma possível revisão dos cursos de bacharelado e licenciatura em Ciências Sociais. Contudo, essa monografia tem como foco o Estado de São Paulo, ou melhor, as universidades estaduais paulistas e, mais especificamente, a formação de professores de sociologia dentro dessas instituições. O objetivo desta pesquisa é, portanto, descrever e analisar as políticas que as faculdades e institutos responsáveis pela formação do professor de sociologia têm assumido dentro das universidades estaduais paulistas, desde que foi sancionada a Lei n° 11.684 de 2008, quando as disciplinas Sociologia e Filosofia se tornaram obrigatórias no ensino médio brasileiro. Para isso, levantaremos o histórico da intermitência da sociologia na educação básica e da institucionalização das Ciências Sociais no Brasil, debateremos sobre a dissociação entre pesquisa e ensino na formação do cientista social com os principais autores brasileiros de artigos contemporâneos com temáticas relacionadas aos cursos de graduação em Ciências Sociais e ao ensino de sociologia, analisaremos os projetos políticos pedagógicos e as grades curriculares dos Cursos de Ciências Sociais da Unesp-Marília, da USP e da Unicamp e apresentaremos, através de entrevistas, o que alguns docentes dessas mesmas universidades consideram sobre cada um desses Cursos e sobre o próprio Instituto ou Faculdade em que atua, no que diz respeito, principalmente, à separação entre Bacharelado e Licenciatura. As nossas análises serão baseadas principalmente no processo de divisão social do trabalho da sociedade capitalista

Abstract: Sociology became a mandatory discipline in high school curriculum in 2008, after a long period of instability, in mastership, since the birth of the Republic. This recent event open space to analisis and study of pedagogical practices realted to the teatching of sociology in brasilian's educational context. That leads likely to a revision of graduation courses in Social Sciences. Although our research focus at São Paulo's state univesities and the formation of sociology teachers inside these institutions. Therefore, the objective is to describe and analyze policies that colleges and institutes have assumed within the São Paulo state universities, since it was enacted Law No. 11,684 of 2008, when the subjects Sociology and Philosophy became mandatory in Brazilian secondary education. For this, we'll raise the historical of intermittency in basic education and discuss about the dissociation between research and teaching in the education of a social scientist. Our analyzes are based mainly on the process of social division of labor in capitalist society
Data de Defesa: 2013
Código: 000943125
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2013
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Angela Maria Carneiro Araújo
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Departamento de Ciencias Sociais
Nível: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)
UNICAMP: Departamento de Ciencias Sociais

Dono: ifch_cs
Criado: 27-04-2015 10:40
Visitas: 1079
Downloads: 1158

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
CS_Cinthia C. Santos.pdfDocumento PDF602 Kb(616455 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download