Consultar: Faculdade de Educação - FE

Título [PT]: A depressão em crianças e adolescentes e suas implicações na escola
Autor(es): Greyce Porreca Dela Coleta
Palavras-chave [PT]:

Depressão em crianças , Depressão na adolescencia
Resumo:
Resumo: Os índices de depressão têm crescido cada vez mais, consistindo em um problema de saúde pública. Segundo levantamento dos dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) realizado em 2011, a depressão afeta cerca de 340 milhões de pessoas atualmente e é um dos maiores responsáveis pelos 850 mil suicídios por ano em todo o mundo. No Brasil, são cerca de 17 milhões de indivíduos acometidos pela depressão. A OMS prevê que em 2020 a depressão venha a ser a segunda doença com mais prejuízos à vida útil dos indivíduos, perdendo apenas para as doenças cardiovasculares. Cerca de 2/3 das pessoas deprimidas não procuram tratamento e 50% das que procuram recebem diagnóstico errado. Em vista disto, este trabalho teve como objetivos: revisar as contribuições acerca das características psicossociais da depressão que se encontram vinculadas principalmente as crianças e adolescentes, assim como discorrer sobre as dificuldades de detecção por parte dos familiares e dos professores e sobre o impac to na vida escolar, visando um melhor esclarecimento sobre a doença e suas implicações na sala de aula. Para tanto, foi realizada uma revisão bibliográfica de artigos na base de dados Scielo, teses e livros segundo os critérios que retratem o aprendizado escolar do aluno depressivo e leituras específicas sobre as distintas formas de apresentação da depressão (aspectos biológicos, psicológicos conscientes e inconscientes, interpessoais e sociológicos) segundo as diferentes faixas etárias. Buscou-se também discorrer sobre os fatores ambientais e cognitivos estão envolvidos e qual maneira de facilitar o desenvolvimento e a aprendizagem do aluno devido às dificuldades sintomáticas da doença. Sabe-se que, quanto mais cedo o aparecimento da depressão, maior sua intensidade e provável reincidência. A depressão na infância e/ou adolescência acarreta mais prejuízos ao indivíduo e maior possibilidade de recorrência na vida adulta, além de ser uma das formas mais nocivas da doença. In iciamos conceituando historicamente a depressão desde suas origens, procuramos explicar e contextualizar a depressão na contemporaneidade. Demonstramos, ainda que brevemente, os fatores biológicos e culturais que acompanham essa patologia. Para melhor caracterizar o foco desta pesquisa, diferenciamos os sintomas conforme a idade dos sujeitos mostrou a incidência e riscos entre os adolescentes e aspectos do suicídio nessa idade. Abordamos os tratamentos disponíveis. Finalizamos concordando com a literatura pesquisada, sobre a necessidade de mais pesquisas, treinamento e intervenção nas escolas para ajudar crianças e adolescentes que enfrentam, por diferentes causas, um período de depressão, a fim de evitar que isto traga maiores transtornos na vida escolar desses
Código: 000897568
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2012
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Telma Pileggi Vinha
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Educação
Nível: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)
UNICAMP:

Dono: fe_rp
Criado: 02-04-2013 15:55
Visitas: 1295
Downloads: 2535

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Coleta, Greyce Porreca Dela_TCC.pdfDocumento PDF740 Kb(757708 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download