Consultar: Faculdade de Educação - FE

Titulo Principal: Educação moral na escola : os procedimentos morais no cotidiano da escola
Autor(es):

Laressa Guella Ferreira
Palavras-chave [PT]:
Desenvolvimento moral , Educação moral , Formação de professores , Escolas, Construtivismo (Educação)
Resumo:
Resumo: A conquista de relações equilibradas e respeitosas depende de todo um processo de construção e aprendizagem durante a formação da criança ou jovem que, por certo, não aprende sozinho questões tão complexas. Tal formação exige das instituições que educam uma urgente revisão na qualidade do ambiente sociomoral no qual os alunos estão interagindo e no trabalho com a educação moral. Nesse sentido, será preciso dirigir os olhares dos educadores para a formação da identidade, visando o desenvolvimento da autonomia. Por reconhecer a necessidade de o aluno interagir com um ambiente sociomoral cooperativo, vivenciando os valores que se pretende desenvolver, assim como ter a oportunidade de refletir sobre suas ações e sobre a moralidade como um objeto do conhecimento, o objetivo desta pesquisa foi observar, no cotidiano da escola, quais os procedimentos morais utilizados pelos professores para trabalhar a moralidade com seus alunos e caracterizar a qualidade do ambiente sociomoral das salas de aula em séries diferentes do ensino fundamental. Para tanto, foi realizado um estudo descritivo e exploratório, com 3 classes, do 3º, 6º e 9º anos de uma escola municipal de Ensino Fundamental. Os dados foram coletados por meio de observações, entrevistas com professores e diretora e o recolhimento de documentos. A análise foi qualitativa e embasada na teoria construtivista de Piaget sobre o desenvolvimento da autonomia moral e de pesquisadores que trabalham com a mesma perspectiva. Os resultados obtidos mostram que, apesar de constar no Projeto Político Pedagógico (PPP) da unidade escolar pesquisada a clara intenção de formar moralmente seus alunos para a autonomia, a prática vivida na instituição refletia uma posição neutra e relativista em que a moral se tratava de uma questão privada. Cada professor tinha uma concepção particular de moral e dos valores, não havia consenso sobre quais eram os mais importantes, nem sobre quais valores a escola almejava desenvolver em seus alunos. Por conseguinte, os professores atuavam nesta área de acordo com suas concepções pessoais, tanto sem intenção, por meio de suas atitudes cotidianas, quanto de forma intencional, porém ausente de qualquer sistematização, pela transmissão verbal. Com relação à forma intencional, constatou-se que cada docente parecia possuir um conjunto particular de valores e normas considerados como corretos e absolutos e, para que fossem aprendidos pelos alunos bastava transmiti-los com sermões, censuras e lições de moral. Quanto à educação não intencional, foi encontrado que esses professores pareciam desconhecer os valores que passavam por meio do “currículo oculto”, ou seja, que a educação moral ocorre em todos os espaços da escola em que as pessoas convivem. Não se davam conta de que eram “agentes morais” por meio de suas atitudes, julgamentos e decisões. O ambiente sociomoral das classes foi qualificado como coercitivo, com o predomínio de relações de respeito unilateral, centralização das atividades pelo docente e imposição de regras. Ao contrário do pretendido nos discursos e no PPP, o que estava sendo realizado nessa escola, ainda que de forma inconsciente, era uma educação moral que favorecia a formação de pessoas obedientes, individualistas, acríticas, submissas e heterônomas.
Código: 000845680
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2011
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Telma Pileggi Vinha
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Educação
Nível: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)
UNICAMP:

Dono: fe_rp
Criado: 07-05-2012 14:01
Visitas: 564
Downloads: 6956

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Ferreira_LaressaGuellaFerreira_TCC.pdfDocumento PDF1743 Kb(1784658 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download