Consultar: Faculdade de Educação Física - FEF

Título [Principal]: Práticas corporais alternativas e educação física : entre a formação e a intervenção
Título [Outro Idioma]: Alternative corporal practices and physical education : between the formation and the intervention
Autor(es): Juliana Cesana
Palavras-chave [PT]:

Educação fisica - Práticas alternativas , Práticas corporais , Formação profissional , Intervenção , Atuação profissional - Educação física
Palavras-chave [EN]:
Physical education, Corporal practices , Professional formation , Intervention , Professional activities,
Área de concentração: Ciência do Desporto
Titulação: Doutor em Educação Física
Banca:
João Batista Andreotti Gomes Tojal [Orientador]
Antonia Dalla Pria Bankoff
Glauco Nunes Souto Ramos
Idico Luiz Pellegrinotti
Maria Cesarina Gandara Barbosa Santos
Resumo:
Resumo: A Educação Física (EF) enquanto profissão constitui um evento recente, de pouco mais de 10 anos. Neste tempo, caracterizou-se a luta pela demarcação de um território de atuação, onde algumas atividades menos difundidas no âmbito da EF (lutas e artes marciais, yoga, método Pilates, etc.), apresentaram-se como dissidentes deste movimento convencionando-se chamá-las de práticas corporais alternativas (PCAs). Tais atividades e esportes constituem-se como atividades físicas que, deveriam ser orientadas por profissional competente. Além disto, as PCAs sempre interagiram nos espaços de atuação característicos dos profissionais de EF, como academias esportivas e de ginástica, clubes, associações, e até mesmo o meio escolar. Desta forma, destaca-se como objetivo deste estudo, investigar, na constituição do espaço social da EF no Brasil, a configuração de um campo de intervenção amplo, no qual práticas como yoga, método Pilates, tai-chi-chuan, entre outras, assumem um papel de alternativa ao conteúdo tradicional das atividades físicas da área de EF. Os objetivos específicos são: a) averiguar se as PCAs, na configuração de um campo de intervenção da Educação Física, se constituem como uma proposta alternativa ao que é tradicional na área ou; b) analisar se estas se apresentam como uma releitura das práticas correntes, ou seja, uma maneira diferente de trabalhar os conteúdos ditos como tradicionais; e c) identificar as PCAs como parte da Educação Física, aplicada por profissionais da área de intervenção nos diferentes campos de atuação. Esta pesquisa constituiu se como qualitativa, utilizando-se de elementos da análise de conteúdo para o tratamento e análise dos dados coletados. Como instrumento de coleta de dados foi utilizado um questionário semi-estruturado, constando de 12 questões. Desta forma, investigou-se ao todo 47 participantes, instrutores/profissionais de PCAs, das regiões de Campinas, Bauru e Rio Claro, que foram divididos em 4 grupos, de acordo com as modalidades contempladas: Lutas e Artes Marciais (LAM), Método Pilates (Pi), Yoga (Y) e Terapêutico (T). Os resultados apontaram para uma valorização das experiências práticas em detrimento da necessidade de formação específica de nível superior para a atuação com as PCAs investigadas. Porém, também indicaram que a formação superior em profissões da área da saúde poderia auxiliar o trabalho com as PCAs, justificando-se pelos conhecimentos científicos do corpo humano. Isto demostra que o universo de atuação das PCAs possui características pré-modernas, que valoriza mais a experiência e metafísica do que uma formação pautada em moldes científicos. Corroborando com isto, aponta também que a formação dos instrutores das PCAs está mais próxima dos modelos de caráter artesanal, do que das profissões modernas, de caráter acadêmico. Podemos considerar que a formação em EF, e também as formações da área da saúde, possuem dificuldades de legitimação perante as PCAs, no que diz respeito à formação para a atuação. Isto nos remete a uma reflexão sobre a dimensão prática dos cursos de formação superior, no sentido de questionar sobre as motivações que levam estes cursos a não estabelecer as pontes entre a formação científica e a dimensão prática no que tange a sua atuação profissional

Abstract: The Physical Education (PE) as a profession is young, just over 10 years. During this period, it has been characterized by the struggle to defining its boundaries, where some less widespread activities in the PE (fighting and martial arts, yoga, Pilates, etc.), presented themselves as dissidents of this mobilization being, by convention, named as Alternative Body Practices (ABPs). Such activities and sports are physical activities as well and should be guided by a competent professional. In addition, the ABPs have always interacted in the areas of activity typically held by PE professionals, such as sports and gyms academies, fitness clubs, associations and even schools. Thus, the objective of this study is to investigate, in the constitution of social space of the PE in Brazil, setting up a broad field of intervention in which practices such as yoga, Pilates, tai-chi-chuan, among others, assume an alternative role to the traditional content of physical activity in the area of PE. The specific objectives are: a) investigate whether the ABPs, in the configuration of a field of intervention of Physical Education, constitute themselves as an alternative approach to what is traditional in the area or; b) consider whether they are present as a reassessment of current practices, i.e., a different way of working the content said as traditional and; c) identify the ABPs as part of physical education, applied by professionals of the area in the different fields. This research was established as qualitative, using elements of content analysis for the treatment and analysis of the collected data. A semi-structured questionnaire was used as data collection instrument, consisting of 12 questions. Thus, a total of 47 participants were investigated, trainers / ABPs professionals from Campinas, Bauru and Rio Claro region, which were divided into 4 groups according to the contemplated arrangements: Wrestling and Martial Arts (WMA), Pilates Method (Pi), Yoga (Y) and Therapeutic (T). Results showed an appreciation of practical experience over the need for specific top-level formation on the investigated ABPs. However, they also indicated that higher education in professions of the health field could help the work of the ABPs due to the scientific knowledge of the human body. This shows that the universe of performance of the ABPs has pre-modern characteristics, where experience and metaphysics have greater value than scientific based formation. Corroborating this, it also points out that the training of ABPs instructors is closer to the artisanal character models than the modern professions of academic nature. We can consider that training in both PE and the health fields have problems of legitimacy before the ABPs, with regard to training for acting. This leads us to a reflection on the practical dimension of higher education courses in order to question the motivations that cause these courses not to establish the connections between the scientific background and practical dimension with respect to their professional performance
Data de Defesa: 28-11-2011
Código: 000843890
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2011
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: João Batista Andreotti Gomes Tojal
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação Física
Nível: Tese (doutorado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Dono: ti_me
Criado: 26-04-2012 09:33
Visitas: 4263
Downloads: 171

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Cesana, Juliana_D.pdfDocumento PDF1408 Kb(1441367 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download