Consultar: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas - IFCH

Título [Principal]: Ayahuasca Mamancuma merci beaucoup : internacionalização e diversificação do vegetalismo ayahuasqueiro peruano
Título [Outro Idioma]: Ayahuasca Mamancuma merci beaucoup : diversification and internationalization of Peruvian ayahuasca vegetalismo
Autor(es): Beatriz Caiuby Labate
Palavras-chave [PT]:

Ayahuasca , Xamanismo , Globalização , Turismo , Curandeiros - Amazônia
Palavras-chave [EN]:
Ayahuasca , Shamanism , Globalization , Tourism , Healers ,
Área de concentração: Antropologia
Titulação: Doutor em Antropologia Social
Banca:
Mauro William Barbosa de Almeida [Orientador]
Alberto Groisman
Glenn Harvey Shepard Jr
Esther Jean Langdon
Emília Pietrafesa de Godoi
Resumo:
Resumo: Esta tese analisa a relação de estrangeiros com o vegetalismo peruano. Contempla os forasteiros que viajam ao Peru em busca de experiências de consumo da ayahuasca, gringos que se tornaram eles próprios curanderos e ayahuasqueros peruanos que viajam para oferecer workshops a clientes de classe média na Europa e nos EUA. O foco da pesquisa não recai no turismo da ayahuasca ligado a pacotes de viagem e lodges sofisticados em Iquitos, mas em centros de ayahuasca em Pucallpa, onde os estrangeiros participam de cerimônias e dietas de plantas, em busca de estados alterados de consciência, autoconhecimento, cura, experiências místicas, contato com a natureza e com culturas tradicionais, ou por simples curiosidade. Analisando as trajetórias e atividades dos vários curanderos, incluindo indígenas, mestiços pobres, peruanos de classe média e gringos, a tese mapeia a expansão, diversificação e internacionalização do vegetalismo peruano. O estudo identifica os contornos de redes e circuitos transnacionais que promovem a migração e o fluxo de pessoas e ?tecnologias sagradas? em escala global. Essas técnicas e conhecimentos articulados são progressivamente formalizados e institucionalizados, representando um hibridismo entre xamanismo, ciência e serviços. Argumenta-se que esse fenômeno não deve ser compreendido como sendo meramente a comodificação da espiritualidade indígena ou de neocolonialismo, mas como um produto de estratégias locais deliberadas para adaptar-se a condições socioeconômicas cambiantes. As negociações entre o mundo dos gringos e suas expectativas e as tradições locais (onde a bruxaria desempenha papel central) são realizadas sob condições hierárquicas diferenciadas e, frequentemente, envolvem tensões. São operadas traduções criativas de ambos os lados. As referências estrangeiras são dinamicamente incorporadas e reapropriadas nos termos da lógica do vegetalismo. Neste sentido, poder-se-ia dizer que as atuais modificações introduzidas no vegetalismo peruano representam uma espécie de continuidade do seu processo histórico de formação e síntese originais entre diferentes tradições étnicas indígenas e elementos cristãos. De qualquer maneira, não é mais possível considerar a formação local dos curanderos separada de suas interações com os estrangeiros ou dessas articulações entre o local e o global.

Abstract: This thesis analyzes the relationship of foreigners to Peruvian vegetalismo. It contemplates outsiders traveling to Peru in search of ayahuasca-consuming experiences, gringos who themselves became curanderos and Peruvian ayahuasqueros who travel to hold workshops for urban middle-class clients in Europe and the USA. The research does not focus on ayahuasca tourism linked to travel packages and sophisticated lodges in Iquitos but on retreat centers in Pucallpa where outsiders join ceremonies and plant diets, in search of altered states of consciousness, self-knowledge, healing, mystic experiences, contact with nature and with traditional cultures, or simply because of curiosity. Through the analysis of the trajectories and activities of various curanderos, including indigenous, poor mestizo, middle-class Peruvian, and gringos, the study charts the expansion, diversification, and internationalization of Peruvian vegetalismo. The thesis identifies the contours of transnational networks and circuits that promote the migration and flux of people and ?sacred technologies? at a global scale. These articulated techniques and knowledges are progressively formalized and institutionalized, representing a hybridism between shamanism, science and service. It is argued that this phenomenon should not be understood as merely commoditization of indigenous spirituality, or neocolonialism, but as a product of deliberate local strategies to adapt to changing socio-economic conditions. The negotiations between the world of the gringos and their expectations and the local traditions (where sorcery plays a central role) are done under different hierarchical conditions, and frequently involve tensions. Creative translations are performed on both sides. The foreign references are dynamically incorporated and reappropriated under the logic of vegetalismo. In this sense, it could be said that the current modifications introduced in Peruvian vegetalismo represent some sort of continuity with its historical process of formation and original synthesis between different indigenous ethnic traditions and Christian elements. In any case, it is no longer possible to consider the local formation of the curanderos apart from their interactions with foreigners, or these articulations between the local and the global.
Data de Defesa: 18-03-2011
Código: 000796213
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2011
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Mauro William Barbosa de Almeida
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Nível: Tese (doutorado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social

Dono: ti_ml
Criado: 25-08-2011 09:13
Visitas: 4237
Downloads: 358

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Labate, Beatriz Caiuby_D.pdfDocumento PDF3971 Kb(4066346 bytes)2 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download