Consultar: Instituto de Geociências - IG

Título [Principal]: A pesquisa para a conservação da biodiversidade no Brasil : a ecologia a partir de um enfoque interdisciplinar
Título [Outro Idioma]: The research to biodiversity conservation in Brazil : the interdisciplinary approach of ecology
Autor(es): Marcia Gonçalves Rodrigues
Palavras-chave [PT]:

Diversidade biologica , Conservação biológica , Interdisciplinaridade , Biodiversidade - Brasil
Palavras-chave [EN]:
Biology diversity , Conservation biology , Interdisciplinary ,
Área de concentração: Politica Cientifica e Tecnologica
Titulação: Doutor em Politica Cientifica e Tecnologica
Banca:
Lea Maria Leme Strini Velho [Orientador]
Newton Muller Pereira
Leila da Costa Ferreira
Fabiano Toni
Paulo Nogueira Neto
Resumo:
Resumo: O Brasil tem especial responsabilidade em relação à Convenção para Diversidade Biológica já que é portador de uma das maiores biodiversidades do mundo e vivencia o desafio diário da conservação e do uso sustentável dos seus recursos. Tarefa nada fácil posto que as dificuldades em termos de pesquisa científica, desenvolvimento tecnológico e recursos financeiros tomam a dimensão deste legado. E se o Século passado evidenciou o caráter conflituoso que reveste a relação "homem x ambiente" e "sociedade x natureza", trouxe também a questão ambiental como uma abordagem geral nas tratativas deste tema. A emergência da questão ambiental global ao mesmo tempo em que evidenciou a necessidade de tratar o meio ambiente a partir de um enfoque interdisciplinar, expôs a fragilidade da ciência moderna para lidar com um pensar complexo. Todos estes fatores fizeram com que a ecologia, em pouco mais de cem anos, ganhasse destaque na agenda global com um duplo e simultâneo desenvolvimento no mundo, um dentro da sociedade civil, como movimento social ecologista e outro, dentro da academia, como disciplina científica. A ecologia como ciência experimentou ramificações que resultaram numa série de sub-disciplinas em seu interior, entre elas a Biologia da Conservação (BC), surgida com a missão de reduzir a perda da diversidade biológica. Desta perspectiva, este estudo se propôs a analisar o perfil que a pesquisa científica necessita ter para subsidiar a conservação da biodiversidade brasileira e como está a formação interdisciplinar dos pesquisadores com perfil para a conservação da biodiversidade no Brasil. O estudo abordou dois aspectos: a formação dos pesquisadores e a institucionalização da pesquisa para a conservação da biodiversidade no Brasil. Para tanto foram analisadas a formação acadêmica da pós-graduação na área de Ecologia e Meio Ambiente e a estruturação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). O estudo concluiu que apesar da BC ter surgido na década de oitenta e do Brasil possuir uma das maiores diversidades biológicas do planeta, a situação da pesquisa para a conservação no Brasil pode ser considerada incipiente e a formação oferecida pela pós-graduação nacional é estritamente disciplinar. Além disso, os indicadores de desempenho do Sistema de CT&I Nacional favorecem pesquisas disciplinares e de curto prazo, situação completamente oposta ao perfil que a pesquisa para a conservação da biodiversidade necessita ter

Abstract: Brazil is one of the most important mega diverse countries and as such it has a special responsibility within the Convention on Biological Diversity. The conservation and sustainable use of the natural resources is a daily challenge, one which requires scientific knowledge generation, technological development and financial resources. Since the last century it is possible to detect controversial ideas concerning the relations between "man x environment" and "society x nature". From this debate emerged the notion of the environmental question as a general approach to negotiation to reach agreement. Such environmental question points to a need of an interdisciplinary approach, indicating a fragility of modern science to deal with complex thought. The result was that ecology split into two strains, namely as social movement and as a scientific discipline. The latter experienced a branching that resulted in a series of sub disciplines, among which Conservation Biology (CB) that has the mission to reduce the loss of biological diversity. From this perspective, the study attempted to identify and analyze how research activities on biodiversity are organized in Brazil. It departed from the argument that in order to generate knowledge that can be used for intervention, biodiversity research needs to be interdisciplinary and, many times, carried out for long periods. The study approached two aspects of knowledge production in biodiversity: the training of new researchers (at graduate schools in ecology) and the institutionalization of research for Brazilian biodiversity conservation at the Biodiversity Conservation Institute Chico Mendes (ICMBio). The study concludes that, despite the fact that Conservation Biology as a scientific discipline is now over 80 years old, research activities for conservation in Brazil are still incipient, that is, have not been fully institutionalized. In addition, graduate programs offered a strictly disciplinary education and narrow research analytical frameworks. It is argued that this situation may be credited, at least in part, to the research funding criteria of the agencies supporting graduate education which are driven by short term goals
Data de Defesa: 09-06-2009
Código: 000468274
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2009
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Lea Maria Leme Strini Velho
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Instituto de Geociências
Nível: Tese (doutorado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Política Científica e Tecnológica

Dono: ti_me
Criado: 01-12-2009 09:57
Visitas: 5497
Downloads: 222

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Rodrigues, Marcia Gonçalves.pdfDocumento PDF2629 Kb(2692461 bytes)2 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download