Consultar: Faculdade de Ciências Médicas - FCM

Título [Principal]: Dor e comportamento de mulheres durante o trabalho de parto e parto
Título [Outro Idioma]: Pain and behavior of women during the labor and childbirth
Autor(es): Evenise Cilene Guarino Nilsen
Palavras-chave [PT]:

Dor , Dor de parto , Parto
Palavras-chave [EN]:
Pain , Labor pain , Delivery ,
Área de concentração: Enfermagem e Trabalho
Titulação: Mestre em Enfermagem
Banca:
Maria Helena Baena de Moraes Lopes [Orientador]
Luiza Akiko Komura Hoga
Franklin Sarmento da Silva Braga
Resumo:
Resumo: Apesar de não estarem ainda definitivamente determinados os mecanismos da dor durante a parturição, acredita-se que ela seja causada pelo mecanismo fisiológico do trabalho de parto; sabe-se ainda que a dor influencia o comportamento das mulheres durante este período. Este estudo teve como propósito avaliar a intensidade da sensação dolorosa e o comportamento, durante o trabalho de parto e parto, de mulheres que tiveram parto normal, sem analgesia, nas posições semi-sentada, decúbito lateral esquerdo e litotomia. Trata-se de um estudo descritivo, transversal e correlacional. Foram aplicados no puerpério imediato um questionário adaptado e validado e duas escalas de dor (Escala Analógica Visual - EAV e Escala Alfanumérica - EAN). Foi criado um banco de dados no programa Excel 6.0 da Microsoft. Para análise foram utilizados os testes de Qui-quadrado, Exato de Fisher, McNemar, Kruskal-Wallis, Mann-Whitney, Wilcoxon pareado (Wilcoxon Signed Rank-Test) e coeficiente de correlação de Spearman. Para avaliar a dor nas diferentes posições e em cada momento (trabalho de parto e parto) utilizou-se uma transformação matemática (BOXCOX) para obter distribuição normal dos dados, a fim de utilizar a ANCOVA (analise de covariância) para realizar análise com ajuste de variáveis não homogêneas entre as diferentes posições. O nível de significância foi de 5% e foi usado o software SAS versão 9.1.3. A dor diferiu entre as posições DLE e litotomia (EAV: p=0,003; EAN: p=0,0003), ou seja, as mulheres que tiveram o parto em posição de litotomia apresentaram menos dor, o que não pode ser explicado pela duração do período expulsivo, que foi semelhante para as três posições de parto (p=0,171). A dor estava associada com o comportamento nos dois momentos, quanto pior a dor, pior foi o comportamento. De forma semelhante, a dor no trabalho de parto estava associada com a dor no parto (p<0,0001), bem como o comportamento nos dois momentos (p<0,0001). O comportamento durante o trabalho de parto e parto, nas diferentes posições, apresentou diferença entre os grupos (p=0,0002 e p=0,044, respectivamente); uma maior proporção de mulheres referiram comportamento "excelente" ou "muito bom" no trabalho de parto e parto no grupo que teve parto na posição DLE. Houve associação tanto entre o questionário e a escala EAV, quanto entre o questionário e a EAN, no trabalho de parto (p<0,0001, para ambas) e no parto (p=0,0003 e p=0,0027, para EAV e EAN, respectivamente). As escalas EAV e EAN mostraram forte correlação positiva (r= 0,8361 p<0.0001, no trabalho de parto; r= 0,8102 p<0.0001, no parto). Portanto, concluiu-se que: a dor no trabalho de parto e no parto é considerada como suportável e dificilmente suportável; os instrumentos usados avaliam de forma equivalente a dor, sendo que o EAV e o EAN foram mais adequados para identificar diferenças; existe associação entre intensidade da sensação dolorosa e o comportamento; a dor nos dois períodos estava associada, bem como o comportamento; a dor em mulheres que tiveram parto na posição de litotomia foi menor em comparação às que tiveram o parto em DLE, e o tempo de duração do período expulsivo não explica esta diferença. Recomenda-se, portanto, estudos prospectivos, randomizados e controlados para confirmar ou não esses achados

Abstract: Besides not being still definitely determined the mechanisms of pain during delivery, it is believed that it is caused by the physiological delivery labor, it is still known that the pain influences the women behavior during this period. This study had as purpose to evaluate the intensity of the painful sensation and the women behavior during the delivery labor and delivery, the women who had normal delivery without analgesia in the semi-sat position, left sided decubitus and lithotomy. It's about a descriptive, transversal and co relational study. It was applied in the immediate puerperium, an adapted and validated questionnaire and 2 pain scales (Visual Analogic Scale and Alphanumeric Scale EAN). It was created a database in the Microsoft Excel Program 6.0. For analysis it was used the tests of Chi-Square, Exact of Fisher, Mcnemar, Kruskal-Wallis, paired Wilcoxon (Wilcoxon Signed Rank-test) and the correlation coefficient of Spearman. To evaluate the pain in different positions and in each moment (delivery labor and delivery) it was used a math transformation (BOXCOX) to obtain normal data distribution, in order to use an ANCOVA (covariance analysis) to analyze with adjust of non homogenous variables among different positions. The significance level was 5% and the software SAS version 9.1.3.The pain differed between the positions DLE and lithotomy (EAV : p=0.003; EAN: p=0.0003), that is, the women who had the delivery in the lithotomy position presented less pain, what cannot be explained during the expulsive period, that was similar for the three delivery positions (p=0.171). The pain was associated with the behavior in two moments, worse the pain, worse was the behavior. In a similar way, the pain of delivery labor was associated with delivery labor (p<0.0001) as well as the behavior in both moments (p<0.001) The behavior during the delivery labor and delivery, in the different positions, presented differences between the groups (p=0.0002 and p=0.044, respectively); a bigger proportion of women referred 'excellent' or 'very good' behavior in the delivery labor and delivery in the group that had the delivery in the position DLE. There was association between the questionnaire and the scale EAV, and between the questionnaire and the EAV, in the delivery labor (p=0.0001, for both) and in the delivery (p=0.0003 and p=0.0027, for EAV and EAN respectively). The scales EAV and EAN showed strong positive correlation (r=0.8361 p<0.001, in the delivery labor; r= 0.8102 p< 0.0001, in the delivery). So, it was concluded that the pain in the delivery labor and delivery is bearable and hardly bearable; the instruments used evaluate the pain in an equivalent way, being that the EAV and EAN were more adequate to identify differences; there is association between painful sensation intensity and the behavior; the pain in both periods was associated, as well as the behavior; the pain in women who had delivery in the lithotomy position was smaller in comparison to the ones who had delivery in DLE and the time during the expulsive period does not explain this difference. It is recommended, however, prospective studies randomized and controlled to confirm or not these findings.
Data de Defesa: 30-06-2009
Código: 000466112
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2009
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Maria Helena Baena de Moraes Lopes
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Ciências Médicas
Nível: Dissertação (mestrado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem

Dono: admin
Criado: 15-10-2009 15:54
Visitas: 1894
Downloads: 104

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Nilsen, Evenise Cilene Guarino_M.pdfDocumento PDF1585 Kb(1623030 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download