Consultar: Faculdade de Educação - FE

Título [PT]: Integração ao ensino superior em um curso de pedagogia : a percepção de ingressantes e concluintes
Autor(es): Mariana Coralina do Carmo
Palavras-chave [PT]:

Estudantes universitários, Ensino superior, Integração
Resumo:
Resumo: A presente pesquisa está integrada às ações do grupo de pesquisa Psicologia e Educação Superior (PES) da Faculdade Educação da Unicamp, procura contribuir para a discussão sobre o processo de formação e as experiências vivenciadas pelos universitários no período de graduação, tendo como foco, a compreensão da integração ao ensino superior. As medidas associadas à ampliação do acesso a educação superior tem levado a um aumento da população universitária, associada a uma maior heterogeneidade dos estudantes, em termos de gênero, idade, escolaridade anterior, expectativas frente à formação situação de trabalho, dentre outros. Considerando que é função da educação superior a promoção do desenvolvimento integral dos estudantes, é preciso que a instituição renove o conhecimento sobre sua demanda de modo que possa responder aos desafios atuais. Este trabalho teve como objetivo descrever a integração ao ensino superior de universitários de um curso de Pedagogia e verificar se houve variação de acordo com a situação acadêmica (ingressante ou veterano), faixa etária e situação de trabalho. A coleta de dados foi coletiva e incluiu o preenchimento do Questionário de Vivências Acadêmicas (OVA) por 68 estudantes matriculados na primeira ou última serie do curso e que concordarem em participar do estudo. A análise dos dados foi realizada através de testes estatísticos descritivos e inferenciais. Pode-se verificar que a média foi 3,04 para o ingressante e para 3,61 o concluinte, e o desvio padrão, respectivamente 0,16 e 0,34. Quanto à situação acadêmica, foram encontradas diferenças significativas em 15 subescalas, sendo sempre favorável aos concluintes. Não foi observada diferença em: envolvimento em atividades extracurriculares, desenvolvimento de carreira e gestão de tempo. A percepção pessoal de competência foi significativamente diferente ao se considerar a situação de trabalho dos ingressantes, com média superior aos que exerciam atividade associada à área de formação. Não houve diferença entre os concluintes conforme estas variáveis. A faixa etária dos ingressantes diferenciou significativamente sua integração nas seguintes subescalas: relacionamento com professores e percepção pessoal de competência (superior aos de 22 a 25 anos). A média dos concluintes foi significativamente diferente quando considerada a faixa etária nas subescalas: gestão de recursos econômicos, relacionamento com a família e no total (para a faixa superior até 21 anos). As analises expostas confirmam que a integração ao ensino superior é um fenômeno multifacetado e inserido em uma rede de inter-relações que envolvem as características dos estudantes, as experiências de formação que vivenciam e seus compromissos externos. Considerando que a integração constrói-se em uma troca entre as características, expectativas e habilidades dos estudantes e o contexto social e acadêmico da instituição, os dados apontados reafirmam a importância do papel da instituição quanto ao conhecimento da sua população discente e a implantação de políticas e práticas que visem a integração do estudante à experiência de formação.
Código: 000437298
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2008
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Soely Aparecida Jorge Polydoro

Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação
Nível: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)
UNICAMP:

Dono: fe_rp
Criado: 28-07-2011 15:35
Visitas: 514
Downloads: 242

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Carmo_MarianaCoralinado_TCC.pdfDocumento PDF2245 Kb(2298924 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download