Consultar: Faculdade de Educação - FE

Titulo Principal: Recreio : espaço de ambiguidades
Autor(es):

Regina Danielli Araujo Guimarães
Palavras-chave [PT]:
Recreação , Liberdade , Brincadeiras , Cotidiano escolar
Resumo:
Resumo: Durante o Curso de Pedagogia, através das leituras realizadas nas disciplinas e da minha vivência como aluna na faculdade, acabei incorporando um modelo de escola pública e um cotidiano escolar que julguei serem únicos. Alguns autores, dentre eles, Carvalho(l996) e Enguita(l998), apresentaram-me um modelo geral de escola que tinha como objetivo principal a formação de estudantes ohedientes que serviriam de mão de obra para o sistema capitalista. E em função disso, assumia o papel de agente reprodutor da ideologia dominante para garantir o status quo. O modelo apresentado pelos autores é marcado pela reprodução das relações sociais, nas quais 0 professor recebe o papel de detentor do poder e o aluno deve então aceitar passivamente aquilo que lhe é transmitido Com o auxilio de minha orientadora Ana Lúcia, juntamente com as observações feitas durante meu período de estágio em uma escola estadual de ensino fundamental e também com as leituras feitas, muito do que eu pensava a respeito do recreio foi desmiti?cado. Muito do "encanto" do recreio e da sala de aula "amaldiçoada" foram resignificados para mim. Pensar o recreio somente como momento lúdico, passou a ter outra perspectivaé importante ressaltar o quanto as leituras de Certeau (1994) e de Rockwell e Ezpeleta (1998) me proporcionaram uma re-leitura da escola. Embora Michael de Certeau(1994) nos alerte sobre uma "rede de vigilância" existente dentro de toda instituição social, ele também demonstra que a sociedade não se reduz somente a essa rede. Certeau acredita que há "procedimentos populares (minúsculos e cotidianos) "que jogam com os mecanismos de disciplina e não se conformam com ela a não ser para altera-los Então, dentro de uma sala de aula de ensino fundamental, na qual a professora tenta impor ordem e silêncio , os alunos podem criar situações de brincadeiras entre eles, sem que a professora as perceba. Enguita acredita numa ordem e disciplina impostas para a fonnação de um futuro operário dócil, que não questiona. Ja Certeau demonstra que mesmo dentro de uma ordem imposta, os indivíduos encontram formas que ele chama de microbianas para subverter essa ordem. O recreio não tem apenas um significado, como eu acreditava antes. E um momento lúdico, mas não deve ser pensado somente assim. Nesse intervalo entre as aulas, as crianças vivenciam inúmeras experiências, nos campos emocional, social, cultural e lúdico também. No recreio, pode haver grandr interação social entre as crianças, mas também há momentos de solidão e saudade quando as crianças no meio de muitas outras, sentem saudade dos pais ou mesmo do lar. Esse momento de recreio também pode ser espaço de solidariedade quando as crianças de ajudam mutuamente, se importando com a dor do outro colega. Mas há também brigas, pancadarias e provocações entre os alunos. Por isso, já não considero o recreio apenas como espaço lúdico, e sim um espaço de ambigüidades pois as crianças não apenas brincam, mas também brigam, se solidarizai-iam e expõem sua solidão.
Código: 000296986
Informações adicionais:
Idioma: Português
Data de Publicação: 2001
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Ana Lucia Guedes-Pinto
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Educação
Nível: TCC
UNICAMP:

Dono: fe_rp
Criado: 05-08-2011 10:54
Visitas: 609
Downloads: 824

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Guimaraes_ReginaDanielliAraujo_TCC.pdfDocumento PDF1003 Kb(1027008 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download