Consultar: Faculdade de Educação - FE

Título [PT]: Cenas da relação professor-aluno: cinema e psicanálise
Autor(es): Mariana de Favari
Palavras-chave [PT]:

Professores e alunos, Relações educativas, Cinema, Psicanálise
Área de concentração: Coordenação de Pedagogia
Titulação: Licenciado em Pedagogia
Resumo:
Resumo: Há mais de cem anos, Freud nos trouxe uma contribuição inestimável, um dispositivo de investigação e tratamento clínico esclarecendo a estrutura do psiquismo e acolhendo, de maneira criativa e inédita, o sofrimento das pessoas. A psicanálise não progride à maneira de avanços científicos e sociais. Ela se ocupa de coisas simples que são também complexas. O amor e o ódio, do desejo e da lei, dos sofrimentos e do prazer, dos nossos atos de fala, nossos sonhos e nossas fantasias. A interpretação psicanalítica pode estender-se a produções humanas para as quais não se dispõe de associações livres, como por exemplo, o cinema. Sabendo que os filmes são entendidos de maneiras diferentes, por pessoas diferentes, tentamos deixar que as cenas nos guiassem dentro dos conhecimentos da psicanálise, para que pudéssemos demonstrar como a relação pedagógica se desenvolve num contexto similar à relação original (com os pais ou primeiros cuidadores), pois a sociedade e a instituição educacional outorgam autoridade formal ao professor, independente de sua competência real para ensinar, do mesmo modo que confere autoridade aos pais para educar seus filhos. Nessa relação, professor e aluno não são reais, eles se relacionam com a pessoa idealizada ou depreciada (não é uma figura que coincida ponto por ponto com a real), que cada um tem dentro de si. Mas, para que o professor atinja seus objetivos pedagógicos, esse momento precisa ser superado, é necessário que o aluno caminhe da paixão transferencial pelo professor para a paixão pelo conhecimento. A psicanálise não é uma visão de mundo, ela está na cultura e é útil, tanto para o educador como para o aluno. Não a psicanálise de um tratamento padrão, mas a teoria que permitirá ao educador se jogar no ‘sabor do vento’, sem intenção de manipular, fazer render.
Data de Defesa: 2008
Descrição:
Trabalho de Conclusão de Curso da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, sob a supervisão da Profª Drª Ana Archangelo.
Código: 000036716
Informações adicionais:
TCC/UNICAMP - F227c

Dono: fe_nb
Criado: 14-08-2009 12:43
Visitas: 1791
Downloads: 3543

ArquivoFormatoTamanhoTempo estimado para download
Favari, Mariana de_TCC.pdfDocumento PDF344 Kb(351816 bytes)1 minuto(s) (Velocidade de conexão de 56 kb/s)Visualizar/Download